Search
Wednesday 21 August 2019
  • :
  • :

À espera de Alice, Brait mantém a saúde do corpo e da mente em treinos no Liberatti

Camisa exibe o barrigão (Thais Audi/@fotolie_algoamais)

Atleta experiente. Líbero consagrada. Multicampeã com o Vôlei Nestlé. Camila Brait é tudo isso e será ainda mais a partir de novembro, quando se tornará mãe. Grávida de oito meses e ansiosa para a chegada de Alice, a primeira filha, ela se prepara para o ‘jogo mais importante da vida’ ao lado das companheiras de equipe. Tem acompanhado as partidas no ginásio, inclusive a emocionante final que garantiu o hexacampeonato paulista ao time de Osasco, e mantém o corpo saudável em treinos no José Liberatti.

 

O treinamento, claro, é leve e individualizado, sempre sob o comando do preparador físico Marcelo Vitorino. “Faço pilates duas vezes por semana no Liberatti. Também malho em alguns aparelhos, mas bem de leve, pedalo e faço caminhadas. Isso me ajuda bastante. Alice nasce em novembro, em janeiro quero estar treinando junto com as meninas já. Quero voltar minha forma física rápido”, explica a líbero, que planeja estar de volta e reforçar o Vôlei Nestlé nas fases decisivas da Superliga.

 

Camila não pode acompanhar as companheiras nos treinos pesados na academia ou na quadra, mas mantém a convivência em alto astral com as companheiras. “As meninas sempre souberam do meu grande desejo de ser mãe e ficaram muito felizes por mim. Tandara, Carol e Fabiola (as atletas que já são mães no Vôlei Nestlé) me dão muitas dicas. Conversamos bastante sobre o parto, sobre várias dicas para ajudar a dar banho, trocar fraldas. Enfim, conversamos sobre tudo. Me divirto e aprendo muito com elas”, conta a líbero, que registou a fase final da gravidez em um ensaio fotográfico.

 

Feliz com a sonhada gravidez, Camila garante estar “curtindo cada fase, cada chute, arrumando o quartinho dela e cuidando de tudo com muito carinho para chegada da minha princesa.” Contudo, com a aproximação do parto, os sentimentos afloram. “Estou cada dia mais ansiosa. Claro que nem se compara com a ansiedade de competição, pois você treina, se motiva, estuda o adversário… então você sabe o que vem pela frente. Agora, ser mãe de primeira viagem é uma experiência totalmente nova e vou aprender no dia a dia. Não vejo a hora de olhar para o rostinho dela, poder pegar, abraçar, cheirar e beijar muito”.

 

 

 




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »