Search
Sunday 25 August 2019
  • :
  • :

Agora é oficial: CBV cria Supercopa Banco do Brasil

Foto: Divulgação

Logo oficial da competição

Conforme o Melhor do Vôlei havia antecipado há alguns dias, a CBV está criando uma nova competição para o calendário brasileiro. Nesta segunda-feira (30/04), a entidade comunicou oficialmente a parceria com o Banco do Brasil para a criação da Supercopa Banco do Brasil de Vôlei Masculino.

A competição contará com representantes de quase todos os estados e será jogado em duas fases, uma regional e uma nacional, nos moldes da Liga Nacional. Os grupos da primeira fase, em uma ação socioambiental, receberão os nomes de ecossistemas característicos de cada região: Cerrado, Mata-Atlântica, Pampas, Amazônia, Litoral e Dunas. Aliás, os dois últimos nomes substituem os grupos Caatinga 1 e 2, conforme havia antecipado o Melhor do Vôlei, para a divisão dos grupos do Nordeste.

A cidade de Anápolis, em Goiás, recebe a primeira etapa do torneio entre os dias 8 e 12 de maio e contará com a presença do atual campeão da Superliga B, o Monte Cristo, representeando o estado anfitrião, além do Palmas (TO), Dom Bosco (MS), UPIS (DF) e Lucas do Rio Verde (MT). O campeão da chave se classifica para a fase final, que será disputada em Brasília (DF).

Treinador do Monte Cristo, Paulo Henrique Martins falou sobre a participação e a importância do novo campeonato. “A Supercopa preenche uma lacuna que existe entre a Superliga A, B e as competições regionais. Os jogadores se manterão em atividade, ganhando entrosamento e ritmo de jogo. É uma competição que promoverá o crescimento do voleibol em regiões como o Centro-Oeste. A Confederação Brasileira de Voleibol está disponibilizando toda a infraestrutura necessária para o evento, custeando as passagens, o que é importante. Precisamos de competições como essa para a fomentação do voleibol em nosso país”.

As outras cinco cidades receberão jogos da fase classificatória são Fortaleza (CE), na Etapa Dunas; Maceió (AL), na Etapa Litoral; Uberlândia (MG), na Etapa Mata Atlântica; Chapecó (SC), na Etapa Pampas; e Manaus (AM), na Etapa Amazônia.

“É uma competição nova, em que estamos contando mais uma vez com o apoio do nosso principal patrocinador, que entendeu a necessidade de termos mais opções de competições para os clubes. A Supercopa foi criada com o intuito de envolver representantes de todo o Brasil. Neste ano, talvez não seja possível ter todos os estados representados, mas, no ano que vem, tenho certeza de que isso acontecerá”, afirmou o superintendente da CBV, Renato D’Ávila.

O formato da competição é simples. Serão seis etapas regionais e uma fase final, em Brasília. Os campeões de cada etapa se classificam automaticamente para a fase decisiva na capital federal, que será formada por dois grupos de três equipes cada. Os dois melhores de cada chave avançam para as semifinais.





Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »