Search
Friday 19 July 2019
  • :
  • :

Ainda incompleta, Seleção Masculina segue treinando forte em Saquarema

Foto: Antônio Carlos/CBV

A seleção brasileira masculina de vôlei, que treina no Aryzão, o Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema (RJ), recebeu a visita da imprensa nesta quinta-feira (09/05). E o que pode-se ver é um grupo totalmente diferente em relação ao que disputou as olímpiadas de Londres 2012. 

Ainda incompleta por conta dos campeonatos em andamento (italiano, russo e sul-americano), a seleção em Saquarema conta apenas com Wallace, como remanescente daquela equipe. Apesar disso, o jogador do Sada Cruzeiro não se vê privilegiado em relação aos novos companheiros. “Para mim, tudo continua sendo novidade. Estamos com uma turma que participou um pouco menos da seleção adulta, mas que vem buscando seu espaço. Eu não penso que tenho minha vaga garantida. Sei que o fato de ter terminado a Olimpíada jogando não significa nada. Tenho que conquistar esse espaço a cada ano. Por isso, tenho sempre que trabalhar muito forte no clube”, afirmou Wallace.

Com a ausência de alguns jogadores de maior experiência, o jovem grupo vem sendo trabalho pelo assistente técnico da seleção, Rubinho. E o treinador está satisfeito com o apresentado nas primeiras semanas de treinamento.

“Claro que essa chegada é impactante. Mas, por isso, trabalhamos em um projeto de continuidade. São dois anos na seleção infanto e depois mais dois na juvenil para que o jogador chegue na principal. E só está aqui quem tem competência para estar. Os garotos estão correspondendo bem. Pelo próprio perfil do grupo ser muito jovem, são garotos de ambição. Eles querem fazer parte do time principal e a resposta está sendo muito positiva. A dedicação deles tem sido muito grande e esse é o ponto principal para desenvolvermos o trabalho”, explicou Rubinho.

Uma das novidades da nova seleção é o ponteiro Lipe. Aos 28 anos, o jogador já defendeu o Brasil em algumas competições, como os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011, e, agora, volta com mais experiência após uma grande temporada no voleibol polonês e motivado para defender a seleção.

“Não consigo nem explicar a felicidade que sinto nesse momento. O sonho de todo jogador profissional, que tem ambição, é estar na seleção. Aqui, trabalhamos em um nível onde o crescimento é muito grande. Poder fazer parte desse grupo é um orgulho enorme e espero poder continuar aqui. Se a comissão técnica acreditar que eu tenho o que ajudar, vou estar com todo orgulho do mundo”, disse Lipe.

O primeiro desafio da seleção brasileira será a Copa Panamericana, ainda sem data definida.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »