Search
Wednesday 19 June 2019
  • :
  • :

Angélica colhe os frutos do bom momento em que vive no Praia Clube

 Por Luis Ventura

18/01/12 – Já faz tempo que o vôlei brasileiro se tornou uma potência no esporte e a cada temporada novos atletas despontam nas mais diversas equipes do país. A Superliga 2011/2012 tem mostrado o potencial não só de atletas consagradas, mas também desses jovens jogadores.

Titular e uma das destaques na campanha do Banana Boat/Praia Clube, a central Angélica Malinverno, ou simplesmente Gelka, tem atraído a atenção de torcedores e especialistas por conta de suas atuações pela equipe mineira, principalmente no fundamento bloqueio.

 

Angélica aparece dentro do ranking das 50 maiores pontuadoras da Superliga com 54 pontos em 8 jogos, sendo desses 41 de ataque e 13 de bloqueio.

Natural de Farroupilha (RS), a jogadora de 1,90m e apenas 22 anos conta que sua trajetória no esporte começou com um incentivo da família. “Comecei jogar voleibol com 11 anos, por incentivo do meu avô que gostava muito de esporte, também já era grande e todos achavam que eu deveria ‘usar’ minha altura para o esporte.”

Após iniciar os treinos na escolinha da DMD em sua cidade natal, Gelka resolveu participar de um teste na Universidade de Caxias do Sul. Apesar de seu jeito desengonçado, como ela mesma cita, seu primeiro técnico ficou impressionado com sua altura para a idade e a aprovou no teste. Porém, como em todo o início de carreira, a nova fase exigia um pouco de sacrifício. “Fazia praticamente uma viagem todos os dias, saia da escola correndo, pegava o ônibus rumo à Caxias do Sul, demorava uma hora e meia pra chegar, chegava às duas e saia de lá as 20 horas.”

Rapidamente a jogadora se desenvolveu e os frutos de seu trabalho surgiram. Primeiro a convocação para a seleção gaúcha, onde disputou 8 campeonatos brasileiros e a partir daí o que era sonho se tornou realidade. Em 2004, veio a primeira convocação para a seleção brasileira infanto-juvenil. “Fui convocada para a seleção brasileira infanto-juvenil (2004) e não fazia nem idéia do que era quando cheguei em Saquarema e vi mais de 50 meninas para passar por uma peneira. Fiquei entre as 23 convocadas e lembro que eu senti uma felicidade absurda ao receber a noticia. Acabei sendo cortada no final da preparação.”

Nos anos seguintes novas convocações surgiram. Em 2006 ela esteve no grupo que foi campeão Sul-Americano Juvenil. Em 2007, também esteve entre as relacionadas, mas acabou não figurando na lista final. 

Banner

Com as seguidas convocações para a seleção, a jogadora despertou o interesse de clubes mais tradicionais e em 2006 foi indicada para jogar nas categorias de base no ADC/Finasa, em Osasco, das categorias infanto ao juvenil, por 4 anos. Ao fim do ciclo nas categorias de base, Angélica foi indicada pelo clube para um novo projeto que se iniciava, visando a disputada Superliga, tratava-se da equipe do Praia Clube de Uberlândia, onde já caminha para a quarta temporada. “O Praia Clube me recebeu muito bem, vivi e vivo momentos muito bons aqui, a estrutura que o clube fornece é encantadora e tem profissionais bons que buscam melhorar o tempo todo. Ganhamos 3 vezes seguidas o JABs (Jogos Abertos Brasileiros), o que é importante para o projeto, ganhamos uma Liga Nacional e nesse ano fomos Campeãs Mineiras.”

Para a Superliga atual, o Banana Boat/Praia Clube reforçou o elenco com jogadoras experientes e com passagens por grandes clubes. Para a central, a equipe que faz um bom trabalho na competição tem tudo para conseguir superar as campanhas anteriores e incomodar os favoritos. “Eu acredito que a equipe é muito homogênea e que as peças se encaixam para determinadas situações. É um grupo trabalhador, guerreiro, que não se abate fácil e que sempre quer mais, não se contenta com o mais ou menos. Queremos melhorar na classificação final da superliga, já que nas últimas edições ficamos em 7º lugar.Buscamos sempre a vitória, todos os dias queremos melhorar e melhorar, é um grupo focado na excelência através do trabalho forte. Contamos também com uma torcida apaixonada pelo voleibol, que lota sempre o ginásio e apoia muito.”


Confira a seguir a ficha da atleta do Banana Boat/Praia Clube

Angélica Malinverno “Gelka”

22 Anos (05/07/1989) – Natural de Farroupilha, no Rio Grande do Sul

Altura: 1,90m

Meio-de-Rede

Carreira:

Escolinha DMD de Farroupilha – 2001 a 2002

Universidade de Caxias do Sul (UCS) – de 2002 a 2006

ADC/Finasa – de 2006 a 2009 (categorias infanto ao juvenil)

Praia Clube – desde 2009 (profissional)

Seleção Brasileira – 2004 a 2007


Títulos:

Campeã Sul-Americana Juvenil em 2006 (com a Seleção Brasileira), Tricampeã dos Jogos Abertos Brasileiros entre 2009 e 2011, campeã da Liga Nacional de Vôlei em 2010 e Campeã Mineira 2011 (todos pelo Praia Clube).


Na Superliga 2011/2012

49º maior pontuadora da competição – 54 pontos

41 de ataque e 13 de bloqueio


8 jogos, todos iniciando como titular

8 pontos contra o Macaé Sports

6 pontos contra o Usiminas/Minas

5 pontos contra o Pinheiros

11 pontos contra o Vôlei Futuro

9 pontos contra o Sollys/Nestlé

5 pontos contra a Unilever

7 pontos contra o São Caetano

3 pontos contra o Mackenzie/Cia do Terno

 



Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »