Search
Sunday 16 June 2019
  • :
  • :

Apesar das derrotas, Marcos Kwiek avalia positivamente primeira etapa do Grand Prix

Foto: Divulgação/FIVB

A seleção da República Dominicana está disputando o Grand Prix pelo Grupo 1, junto de seleções importantes. Essa posição foi conquistada através dos resultados positivos obtidos ao longo dos últimos anos com o trabalho de coordenação e treinamentos do brasileiro, Marcos Kwiek, desde que assumiu o time em 2008.

No primeiro final de semana do Grand Prix, a República Dominicana jogou em Sassari na Itália, ao lado das donas da casa, do Brasil e da China. Mesmo com atuações espetaculares da líbero Brenda Castillo, que lidera as estatísticas de defesa da competição, as dominicanas perderam suas três partidas.

Apesar das derrotas, Kwiek se mostra satisfeito com a atuação de sua seleção. “A avaliação da primeira semana é altamente positiva, pois tivemos muitos problemas de saúde com nossas jogadoras. Estávamos com três peças importantes em recuperação de uma virose muito forte (De La Cruz, Rivera e Fersola). Isso abriu espaço para as mais jovens poderem jogar. Coloquei uma menina de 17 anos (Martinez) para jogar e ela correspondeu muito bem. Essa oportunidade de ganhar experiência com times de nível é muito importante para essas jovens e o Grand Prix está sendo excelente para poder avaliar e acertar a melhor equipe para a disputa do Mundial.”

Ex-assistente técnico de Zé Roberto na Seleção Brasileira Feminina, Marcos reencontrou sua antiga comissão técnica no último domingo. “É sempre muito bom, pois é o voleibol de referência mundial atualmente. Todos se espelham no Brasil, todos estão buscando sua maneira de ganhar do Brasil. Se você quer chegar um dia a ser grande, tem que estar entre eles”.

No próximo final de semana, Kwiek e suas comandadas irão jogar em Ancara (Turquia), pela segunda semana do Grand Prix, contra as anfitriãs, Sérvia e Alemanha.

 




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »