Search
Sunday 8 December 2019
  • :
  • :

Após dois prêmios individuais, Carol releva seu segredo para bloquear e fala sobre a “briga” na Seleção

Crédito: Herica Suzuki

Crédito: Herica Suzuki

 

Conquistar todos os títulos possíveis e ainda ser premiada com prêmios individuais não é para qualquer atleta. Na temporada 15/16, o Rexona-AdeS levantou cinco troféus de campeão nas cinco competições disputadas. O último deles, da Superliga, principal torneio do vôlei brasileiro, teve um gostinho a mais para a meio de rede Carol. Não bastasse colocar mais uma medalha de ouro no peito, a jovem jogadora foi eleita também como o melhor saque e bloqueio da competição, de acordo com a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

 

A caminho de Saquarema, onde se apresentará nesta segunda (11/04) à seleção brasileira, a central do Rexona-AdeS exaltou o trabalho duro, realizado dia a dia com Bernardinho e cia.

 

“Fico muito feliz por ter ganho os dois prêmios individuais. O bloqueio é um fundamento que amo executar. Acho que por não ser tão alta quanto as outras, estou sempre buscando mais agilidade para ser a mais rápida possível. Treino muito para isso e o trabalho duro acaba facilitando as minhas ações. Já o saque, foi uma surpresa muito boa. Venho buscando evoluir nesse fundamento e estou muito feliz de ter conseguido”, disse Carol, que anotou 37 aces e 90 pontos de bloqueio durante a Superliga.

 

Sobre a convocação em ano de Jogos Olímpicos, a meio de rede espera repetir com a camisa da seleção brasileira as boas atuações que teve com o time carioca. Ainda mais diante de tanta concorrência em sua posição.

 

“Estou muito feliz pelos nossos resultados. Ter conquistado todos os títulos possíveis com o Rexona-Ades nesta temporada foi muito importante. E fiquei mais feliz ainda por essas conquistas terem me dado a oportunidade de brigar por uma vaga na seleção. Vai ser duro, sem dúvida. Estou brigando com centrais que são excelentes, mas penso que a seleção será uma continuidade do trabalho que tenho feito no Rexona-AdeS. Uma concorrência grande exigirá o nosso melhor. Espero fazer uma excelente preparação e lutarei muito para estar nos Jogos Olímpicos”, finalizou Carol.

 

Além de Carol, outras cinco jogadoras do Rexona-AdeS foram convocadas para a seleção brasileira: a levantadora Roberta, a oposta Monique, as ponteiras Natália e Gabi, além da outra meio de rede Juciely. Com todos esses nomes, a equipe carioca foi a que mais cedeu atletas para o grupo que brigará pelo ouro em agosto de 2016.




4
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
alanAlineReih SantosPanela Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
alan
Visitante

Se o Zé Roberto fala na importância de jogadoras versáteis, olha essa aí…..Bloqueia bem é rápida, defende e SACA MUITO BEM! Seu alcance compensa a baixa estatura….Go CAROL!!!

Panela
Visitante
Panela

Cadê o segredo???

Reih Santos
Visitante
Reih Santos

Treino de agilidade buscando ser mais rápida possível para compensar a falta de altura em relação as outras centrais.

Aline
Visitante
Aline

Analfabeto funcional,não sabe ler não ou tá com preguicinha,hein???

Translate »