Search
Thursday 21 November 2019
  • :
  • :

Após marcar 10 pontos de bloqueio contra o Volero e igualar seu recorde, Carol destaca uma companheira

Crédito: Divulgação/FIVB

 

O dia nem havia raiado no Brasil e as jogadoras do Rexona-Sesc, no Japão, estavam comemorando mais um resultado impressionante da equipe carioca. Diante do Volero Zurich, da Suíça, as campeãs sul-americanas mostraram a força do voleibol brasileiro, venceram incontestavelmente por 3 sets a 1 (25/13, 25/16, 21/25 e 26/24) e garantiram a vaga na final do Mundial de Clubes. O adversário será o Vakifbank, da Turquia, em partida a ser realizada às 7h10 (horário de Brasília). O canal SporTV transmite.

 

Implacável, o Rexona-Sesc começou a partida mostrando que o time suíço, que não havia perdido uma parcial sequer na competição, não iria ter vida fácil. E esteve longe de ser fácil para as europeias. Com o saque das brasileiras destruindo a linha de passe adversária e com um bloqueio muito eficiente, o time carioca dominou os dois primeiros sets com imensa facilidade.

 

“Sabíamos que o saque seria nossa principal arma. Trabalhamos muito isso ao longo de toda a temporada. Nesse nível de competição, estar focada é fundamental. Realmente precisamos muito de toda atenção possível. Então, sacar bem e compor bloqueio e defesa, faz toda diferença pra gente”, analisou a meio de rede Carol.

 

A partir do terceiro set, o Volero Zurich entrou no jogo e igualou a disputa. A equipe suíça, com algumas modificações importantes, conseguiu vencer a parcial, chegou a estar na frente no quarto set, mas sucumbiu diante do talento e vontade das brasileiras.

 

“O time do Volero é bem forte fisicamente, com jogadoras altas, e elas aproveitaram isso no terceiro set. Mas defendemos muito bem hoje e, felizmente, fechamos o jogo. A entrada da Camila e da Regis, no final do quarto set, foi fundamental. Nós jogamos assim, como time mesmo. E essa força de todo o grupo nos faz acreditar que somos capazes de nos superarmos jogo após jogo”, explicou Carol.

 

A meio de rede do Rexona-Sec anotou 10 pontos de bloqueio e igualou o recorde do fundamento em uma única partida, que já era seu. Mas fez questão de dividir o mérito com a comissão técnica e as companheiras, mas a uma especialmente.

 

“Sempre digo que minha maior felicidade é poder ajudar o time. Nós estudamos bastante! O Bernardo e toda comissão estão sempre nos auxiliando, nos dando informações, e as meninas que ficam de fora também. A Régis é uma que o tempo todo me lembra da técnica e me dá vários toques. Sou muito grata à todos”, agradeceu Carol, esperando que a temporada termine em comemoração para o Rexona-Sesc. Vontade não faltará.

 

“Estamos muito felizes! Fomos cumprindo nossos objetivos jogo a jogo. Primeiro, conseguimos a vaga para a semifinal e, agora, estamos na final. E isso é motivo de muita alegria para nós. Temos que jogar com o mesmo espírito amanhã pra conseguir esse título”, finalizou.




4
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Massia Eller Gadu#prontofaleiTerezinha pretaRosinha Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
Massia Eller Gadu
Visitante
Massia Eller Gadu

Depois de 3 jogos sendo uma samambaia na quadra ela resolveu jogar hein

#prontofalei
Visitante
#prontofalei

Carol, não vai embora não, fica vai. Nunca te pedi nada. 🙂

Terezinha preta
Visitante
Terezinha preta

Dona da poha toda!

Rosinha
Visitante
Rosinha

Parabéns Carol! O Rexona/Sesc deu um show de habilidade.
Mesmo se você não for torcedor da equipe, uma coisa é certa: esse time impõe respeito!

Translate »