Search
Friday 15 November 2019
  • :
  • :

Após Olímpiadas, Marcos Kwiek foca treinos com a seleção dominicana sub-23

Após conquistar um inédito resultado para o vôlei da República Dominicana em Jogos Olímpicos ao chegar ás quartas-de-final, o treinador Marcos Kwiek já está de olho no ciclo para 2016. Menos de um mês após o fim das olímpiadas, o comandante dominicano já está treinando a equipe sub-23 do país para a Copa Pan-americana, que será realizada em Lima, no Peru, entre 1 e 9 de setembro.

 

“É a nossa seleção do futuro. Já estamos treinando para o torneio e, depois, voltamos a nossa programação com a seleção principal treinando até dezembro, já pensando nas competições de 2013. Somente as jogadoras contratadas por clubes estrangeiros não estarão treinando conosco.”, informou o treinador.

 

A equipe sub-23 da República Dominicana, conforme ressaltou Kwiek, é formado pelo time campeão mundial juvenil de 2009 e que conta com quatro jogadoras que participaram das Olímpiadas. “Das que estiveram em Londres estão no grupo Brenda Castillo, Niverka Marte, Lisvel Eve e Candida Arias. Também já fazem parte do time principal Jeoselyna Rodriguez, Marian Fersola, Brayelin Martinez, Winifer Fernandez e Yonkaira Peña. Para completar estou levando três jogadoras do infantil para ir se acostumando com o ambiente de competição da seleção.”

 

Kwiek avalia Olímpiadas e elogia Brenda Castillo

 

Marcos Kwiek aproveitou para também comentar o trabalho de sua equipe nos Jogos Olímpicos. Para ele, a equipe fez sua obrigação ao chegar a segunda fase, sendo importante para o amadurecimento do time. “Creio que nos apresentamos bem, fizemos bons jogos com Rússia e Itália e Estados Unidos, e não jogamos tão bem com o Japão, onde nossas chances , até seriam melhores. Fiquei contente com a evolução da equipe e com essa experiência vai nos ajudar muito num futuro bem próximo. O fato de 90% do time ter disputado sua primeira Olimpíada pesou um pouco, mas sabíamos que isso poderia ocorrer.”

 

Além da experiência, Kwiek pode comemorar o sucesso de sua líbero Brenda Castillo, que terminou a competição na liderança das estatísticas de recepção e defesa. “Isso não é nenhuma novidade para mim. Ha tempos que eu venho falando que ela se encontra entre as melhores do mundo. Ela tem um talento natural para fazer as coisas. Ela gosta muito de treinar, gosta de desafios, tem uma antecipação fantástica, uma visão do jogo que eu vi em poucas jogadoras ate hoje. Pra mim, é um orgulho e uma satisfação muito grande vê-la premiada e ver que todo seu esforço foi recompensado.”

 

Marcos lembra ainda que para ela, essa foi uma competição especial pois, poucos meses antes, a líbero teve uma gravidez que acabou abortada. “Foi um torneio muito especial para ela. Não é fácil para uma mulher passar por isso. Imagina pra uma menina, com 19 anos, que estava superemocionada em ter seu bebê e já tinha todo seu enxoval comprado. Ela voltou a trabalhar, estava bem disposta e se apegou ao trabalho para superar essa tristeza. Só não ganhou de melhor recepção também pois não sacam nela. Caso contrário, ganharia também”, finalizou o treinador da equipe dominicana.

 



Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »