Search
Saturday 9 November 2019
  • :
  • :

Após pontuação incrível e primeira vitória na Superliga, Lorenne desabafa: “É ruim ficar só perdendo, tomando porrada”

Crédito: Divulgação/Sesi-SP

Crédito: Divulgação/Sesi-SP

 

E foi com V maiúsculo que as meninas do Sesi-SP venceram na noite desta sexta-feira (02/12) o Renata Valinhos/Country. Jogando em casa, com o apoio da torcida, o time comandado pelo técnico Giuliano Ribas, o Juba, colocou em quadra todo o aprendizado das últimas rodadas e de virada, com o placar de 3 sets a 1 (22/25, 25/12, 25/23 e 25/20), conquistou os primeiros pontos na Superliga feminina 2016/17.

 

O jogo começou apertado e complicado para as donas da casa, que viram Valinhos entrar forte em quadra e abrir as parciais com 22/25. Mesmo sofrendo o baque inicial, as meninas da capital não recuaram e aproveitando o fator casa, o apoio da torcida e todo o aprendizado adquirido, lutou, vibrou e virou o jogo com a força da oposto Lorenne. A camisa 8 dominou as três parciais seguintes e com 32 pontos foi não só a maior pontuadora da partida como ficou com o troféu VivaVôlei. Pelo Renata Valinhos, Fran Lemos anotou 20 acertos.

 

“Hoje nós começamos meio apáticas, vendo o jogo acontecer e erramos muito. Conversamos, respiramos fundo e voltamos mais firmes. Precisávamos dessa vitória, ela é muito importante para o nosso crescimento daqui para frente. Uma vitória é sempre importante para dar um ânimo e mostrar que o trabalho vem dando certo. É ruim ficar só perdendo, tomando porrada, o bom é vencer também para reerguer e seguir na luta”, comentou Lorenne ao final da partida.

 

O próximo compromisso das meninas está marcado para o dia 9 de dezembro, sexta-feira, às 19h30 contra o Genter Vôlei Bauru. O jogo, válido pela oitava rodada, acontecerá no ginásio Panela de Pressão, em Bauru.




1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Carlos Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
Carlos
Visitante
Carlos

Para mim, Lorenne é uma das melhores opostas dessa geração. Ela combina com a seleção por ser boa também na defesa. Ainda tem Rosamaria que caiu um pouco de rendimento. Ana Paula Borgo que eu acho um pouco limitada, mas que tem se destacado no vôlei Nestlé. É Heloísa que está no banco do Rexona. Acho q Lorenne não tem ninguém para dividir a responsabilidade no Sesi, a bola sempre vai para ela. Ela sempre joga marcada. Ana Paula borgo tem tandara e a servia, além do meio de rede bastante bom com bia e saraelen.

Translate »