Search
Sunday 16 June 2019
  • :
  • :

Brasil acaba com invencibilidade do Japão e conquista o decacampeonato do Grand Prix

Divulgação/FIVB

Na manhã deste domingo o Brasil se sagrou decacampeão do Grand Prix. Mesmo com o apoio de sua fanática torcida, que lotou o ginásio Ariake Collesium, em Tóquio, as japonesas não conseguiram superar as brasileiras, como haviam feito com seus últimos quatro adversários. Quebrando a invencibilidade do Japão na fase final, a seleção brasileira venceu o duelo por 3 sets a 0, com parciais de 25-15, 25-18 e 27-25, em uma hora e vinte e oito minutos.

O jogo começou com um volume muito intenso, mas, melhor no bloqueio, o Brasil saiu na frente (8/5). Sem conseguir marcar as centrais brasileiras, o técnico Manabe solicitou um tempo (12/8). Com as duas equipes defendendo muito, a seleção brasileira ampliou sua vantagem em um ataque de Fernanda Garay (16/11). Com uma distribuição muito homogênea de Dani Lins, nossa seleção fechou a primeira parcial em um ataque pelo fundo de Garay (25/15).

A seleção brasileira voltou para o segundo set desestabilizando a recepção japonesa com uma ótima sequência de saques de Sheilla (5/1).  O Japão parecia sentir a pressão da decisão e, com um toque na rede das nipônicas, o Brasil foi para a primeira parada técnica na frente (8/4). O técnico japonês promoveu a entrada de Ebata e as donas da casa reduziram a diferença no placar (13/11). Após um rali disputado, em um golpe de Jaqueline, nossa seleção foi para o segundo tempo técnico em vantagem (16/13). Com um bloqueio de Sheilla, em dia inspirado, a seleção verde e amarela retomou o controle da partida (22/15). Administrando a margem favorável, o Brasil fechou a segunda parcial após um erro do Japão (25/18).

As japonesas voltaram para o terceiro set mais soltas e, após um toque na rede de Jaqueline, foram para a primeira parada na frente (8/7).  Com uma boa sequência de saques da Dani Lins, o Brasil foi buscar o jogo e passou a liderar o placar (11/10). A parcial seguiu muito equilibrada e após dois bloqueios, as brasileiras foram para o segundo tempo técnico na frente (16/14). Um erro de ataque das japonesas obrigou o técnico Manabe a pedir tempo (21/19). O final do set foi só emoção e em uma largada de Jaqueline o Brasil venceu o jogo e faturou o décimo Grand Prix (27/25).

A oposto Sheilla foi escolhida a melhor jogadora da partida, além de ter sido a maior pontuadora com 16 pontos (12 em ataques, 3 em bloqueios e 1 em saque). Pela seleção japonesa o destaque ficou por conta de Yuki Ishii, com 10 pontos (todos em ataques).

Brasil: Dani Lins, Sheilla, Fernanda Garay, Jaqueline, Thaisa e Fabiana. Líbero – Camila Brait. Entrou: Monique

Japão: Miyashita, Ishii, Nagaoka, Kimura, Shinnabe e Ono. Líbero – Sano. Entraram: Ishida, Nakamichi, Yamaguchi, Takada, Ebata e Uchiseto.

 




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »