Search
Tuesday 28 January 2020
  • :
  • :

Brasil vai disputar amistosos contra Rússia e Japão antes das Olimpíadas

A seleção brasileira feminina terá um teste daqueles antes da estreia nas Olimpíadas de Londres. No dia 26 de julho, segundo o Melhor do Vôlei apurou, o Brasil vai jogar contra a Rússia em um amistoso na capital da Grã-Bretanha. Será uma grande oportunidade para o técnico José Roberto Guimarães avaliar o grupo contra um grande adversário. O time ainda deve jogar outra partida amistosa antes do início dos Jogos contra o Japão, mas não tivemos acesso à data. Rússia e Japão compõe o grupo A da competição e são fortes candidatos a encontrar o Brasil nas quartas, nas semis ou em uma sonhada final olímpica.

A última vez que a seleção feminina brasileira enfrentou a Rússia foi na fase final do Grand Prix do ano passado. No dia 27 de agosto de 2011, o time de Zé Roberto superou as europeias por 3 sets a 0, parciais de 26-24, 25-17 e 25-23. À época, o Brasil jogou com Dani Lins, Sheilla, Natália, Fernanda Garay, Fabiana, Thaísa e Fabí. Entraram na partida Sassá, Fabíola e Tandara. No banco, Juciely e Adenízia não entraram.

A maior pontuadora brasileira foi Thaísa com 15 acertos, sendo dez em ataques, quatro em bloqueios e um ace. Fabiana e Sheilla vieram na sequência com 12: a central pontuou 11 vezes em ataques e uma vez em bloqueio, enquanto a oposto contribuiu com 11 em ações ofensivas e um de bloqueio.

A Rússia jogou com Startseva, Makhno, Gamova, Goncharova, Borodakova, Morozova e Kuzyakina. Makhno e Morozova não estarão em Londres e, em seus lugares, tem atuado Perepelkina e Artamonova. Sokolova não disputou o Grand Prix de 2011, mas está inscrita para Londres.

Gamova foi quem mais pontuou no jogo com 17 acertos, seguida de perto pela ponteira Goncharova, com 14. A terceira maior pontuadora da Rússia somou apenas quatro pontos. De lá pra cá, inclusive, a Rússia mudou seu comando: saiu Vladimir Kuzyutkin, e entrou Sergey Ovchinnikov.

E o treinador, assim como Zé Roberto, vive um drama: Tatiana Kosheleva, com uma grave lesão, chegou à Rússia apenas ontem depois de um longe período de tratamento na Alemanha. Mesmo sem jogar há muito tempo, assim como Natália, ela está confirmada nas Olimpíadas.

Já contra as japonesas, o último confronto foi na Copa dos Campeões, também no ano passado. No dia 13 de novembro, o Brasil perdeu para as orientais por 3 sets a 0, parciais de 24-26, 19-25 e 23-25. Na ocasião, Zé Roberto escalou para o jogo Fabíola, Sheilla, Paula Pequeno, Mari, Fabiana, Thaísa e Fabí. Sheilla marcou 13 vezes na partida, seguida de Paula e Mari, com 11 cada uma. O time utilizado pelo técnico japonês Manabe é muito parecido com o atual, que vai aos Jogos, e que tem as levantadoras Takeshita e Nakamichi, as opostos Yukiko EbataMaiko Kano, as ponteiras Saori Kimura, Mai Yamaguchi, Saori Sakoda e Risa Shinnabe, as centrais Erika Araki, Kaori Inoue e Ai Otomo, além da líbero Yuko Sano.

A seleção feminina embarca para as Olimpíadas de Londres neste sábado, dia 21 de julho, às 21h40 em voo da TAM partindo do aeroporto internacional de Guarulhos.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »