Search
Monday 10 December 2018
  • :
  • :

Vôlei de praia: Brasileiros avançam no quali no Grand Slam de Moscou

Álvaro Filho e Vitor Felipe se deram bem nesta terça-feira (Foto: Divulgação/FIVB)

Álvaro Filho e Vitor Felipe se deram bem nesta terça-feira (Foto: Divulgação/FIVB)

O Brasil terá força máxima no primeiro Grand Slam da temporada 2015 do Circuito Mundial. Nesta terça-feira (26), Álvaro Filho/Vitor Felipe e Lili/Carolina Horta venceram suas partidas pelo torneio qualificatório (qualifying) e avançaram à fase de grupos em Moscou, na Rússia. Eles estreiam nesta quarta-feira (27), com as outras sete duplas já garantidas pela posição no ranking de entradas da FIVB (Federação Internacional de Voleibol).

Álvaro Filho e Vitor Felipe começaram o dia com vitória sobre os egípcios Ayman Shoukry e Usama Eltranisy por 2 sets a 0 (21-07 e 21-07), em 25 minutos. Na segunda rodada, que valia a vaga à fase de grupos, triunfo sobre os israelenses Sean Faiga e Ariel Hilman por 2 sets a 1 (18-21, 21-13 e 15-12), em 55 minutos.

Já Lili e Carolina Horta estrearam vencendo as canadenses Julie Gordon e Brandie Wilkerson por 2 sets a 0 (21-10 e 21-14), em 33 minutos de partida. No segundo jogo do dia, valendo a vaga, vitória sobre as tchecas Bonnerova/Hermannova por 2 sets a 1 (21-17, 13-21 e 13-15), em 43 minutos de duração.

Também nesta terça-feira foram definidos os grupos do Grand Slam de Moscou. Alison e Bruno Schmidt, melhor dupla brasileira na temporada passada, estão no grupo B e estrearão contra os italianos Ranghieri/Carambula. Eles ainda terão pela frente Krou/Rowlandson, da França, e os canadenses Binstock e Schachter.

O grupo D terá dois representantes do Brasil: Ricardo/Emanuel e Álvaro Filho/Vítor Felipe. Junto deles estarão Lucena/Brunner, dos Estados Unidos, e Kosiak/Rudol, da Polônia. Completando a lista de brasileiros, Evandro e Pedro Solberg estão no grupo G com com os irmãos gêmeos italianos Matteo e Paolo Ingrosso e os primos chilenos Marco e Esteban Grimalt.

Já Larissa e Talita estrearão na temporada 2015 do Circuito Mundial contra a dupla azeri formada por Vivian Cunha, brasileira naturalizada, e Irina Abbasdze. Na sequência as campeãs do circuito brasileiro enfrentam Bansley/Pavan , do Canadá, e Dubovcova/Nestarcova, da Eslováquia.

O grupo C terá Maria Clara/Carol e Lili/Carol Horta representando o Brasil, além de duas duplas dos Estados Unidos: Walsh/Ross e Frendrick/Sweat. Ágatha e Bárbara Seixas, vencedoras do Open em Praga, estão no grupo D com Summer/Fopma (EUA), Orsi/Menegathi (ITA) e Humana-Paredes/Pischke (CAN).

Campeãs do Circuito Mundial em 2014, Juliana e Maria Elisa começam a caminhada em Moscou no grupo E, e jogarão contra Forrer/Vergé-Depré, da Suíça, Bawden/Clancy, da Austrália e Ludwig/Walkenhorst, da Alemanha

Em 2015, o calendário do Circuito Mundial prevê cinco Grand Slams, três Major Series, dez Opens, o Campeonato Mundial e o World Tour Finals, que reunirá apenas os oito melhores times da temporada de cada gênero. Cada torneio possui pontuação e premiação distintas, mas serão distribuídos ao todo mais de 9,6 milhões de dólares.

Moscou já foi sede de nove etapas do Circuito Mundial e, desde 2008, recebe um Grand Slam por temporada. O Brasil lidera o quadro de medalhas na Rússia, que também já contou ao longo dos anos com etapas em São Petersburgo e Anapa. São 15 medalhas entre os homens (seis de ouro, quatro de prata e cinco bronzes) e 14 entre as mulheres (cinco de ouro, cinco de prata e quatro de bronze).

Os times vencedores da etapa de Moscou nos dois gêneros somam 800 pontos no ranking do Circuito Mundial e garantem um prêmio de 57 mil dólares. Ao todo, 400 mil dólares são distribuídos aos atletas. Logo após Moscou, ocorre o Major Series de Porec, na Croácia, de 2 a 6 de junho.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »