Search
Thursday 19 September 2019
  • :
  • :

Caldeirão solidário. UFJF conta com torcida para vencer e ajudar a Zona da Mata

 13/01/12 – Depois de vencer o Londrina fora de casa, o time da Universidade só conseguiu chegar na cidade na madrugada desta sexta-feira. O fechamento do aeroporto da cidade paranaense obrigou o time mineiro a viajar de ônibus para Maringá e de lá viajar para São Paulo, Rio de Janeiro e, finalmente, Juiz de Fora. “É cansativo, mas temos que passar por cima disso também e buscarmos mais três pontos importantíssimos nesse momento”, comenta Maurício Bara.


Neste sábado, pela oitava rodada, a equipe tem pela frente o Campinas, do central campeão mundial pela seleção, André Heller. Entretanto, a equipe paulista tem outros destaques, como o quarto melhor bloqueio da competição, além do 12º maior pontuador, Gustavo Bonatto, o Gustavão, que também é o terceiro melhor no bloqueio; além do segundo melhor saque da Superliga, Tiago Wesz. O levantador Rodriguinho e o ponteiro Bruno Zanuto também vêm se destacando.

A UFJF pode assumir a sétima colocação da competição caso vença e o RJX e não tenha sucesso. Para que isso aconteça, a Federal vem com força máxima. Diego Almeida, central, e Matheus Caporal, líbero, já estão liberados e podem ir para o jogo. “O grupo está confiante, sem deixar de lado a consciência que o campeonato é longo e que o resultado que foi, já foi. Cada batalha de uma vez”, comenta o técnico.

O jogo deste final de semana tem ainda mais relevância para toda a região da Zona da Mata Mineira, que tem milhares de habitantes afetados pelas recentes chuvas. “Uma forma de ajudar que pensamos foi recolher doações para os atingidos por esse desastre”, defende Maurício.

Assim, serão recebidos no ginásio alimentos não perecíveis, produtos de higiene pessoal e roupas. A entrega dos donativos aos necessitados ficará a cargo do patrocinador da equipe, o Rodoviário Camilo dos Santos. “Contamos com o apoio de todos nessa ação que faz bem para toda a região”, completa o técnico.

A UFJF enfrenta o Campinas neste sábado, 14, às 19h, no ginásio da UFJF. Os ingressos já estão esgotados.
 
Novo ginásio tem maior capacidade para receber torcedores
 
Quando a UFJF foi anunciada na Superliga, ninguém conseguia imaginar como a população juiz-forana iria responder. Nos cinco jogos da competição no ginásio da Universidade os ingressos esgotaram antes da partida – em alguns casos até mesmo de um dia para o outro. Na média de público com relação à capacidade de ocupação da arena, o time é o primeiro colocado geral entre os que disputam a competição.

Entretanto, a torcida sempre pedia um espaço maior, principalmente pelo rápido esgotamento de ingressos. Sabendo disso, a comissão, em conjunto com seu principal patrocinador, o Rodoviário Camilo dos Santos, se movimentou para que um ginásio maior fosse liberado para as disputas. O escolhido foi o do Tupynambás, localizado no bairro Santa Teresa, e com capacidade para 2.500 pessoas.

Segundo Renato Rosa, supervisor do Vôlei-UFJF, alguns ajustes tiveram que ser realizados: “Demos um plus na iluminação, compramos um piso EVA especial para colocar por baixo do piso de borracha oficial e adequamos as instalações às exigências do Corpo de Bombeiros”. A expectativa da comissão técnica é que todos os jogos até o final da Superliga sejam lá.

O mais importante é que agora a torcida poderá motivar ainda mais seu representante na elite do vôlei. “Desde o início a torcida ‘comprou’ o projeto. Esperamos que agora a panela de pressão que foi o ginásio da Universidade se torne um grande caldeirão”, comenta Renato.

A estreia da UFJF no ginásio do Baeta acontece sábado, 21, às 19h, contra o poderoso Cimed/SKY, de Giba, Bruninho e Gustavo. Os ingressos começam a ser vendidos nesta quarta-feira, 18, a partir das 13h, nas lojas Vanille.





Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »