Search
Friday 22 November 2019
  • :
  • :

Camila Brait: “Os torcedores estão ao nosso lado, na alegria ou na tristeza”

Jogadoras do Osasco-Audax agradecem apoio da torcida (João Neto/Fotojump)

O Vôlei Osasco-Audax é vice-campeão paulista de 2019. O time comandado pelo técnico Luizomar lutou do início ao fim na noite desta sexta-feira (8), no ginásio José Liberatti. E apesar de arquibancadas lotadas e o apoio de 4 mil pessoas, não conseguiu superar o São Paulo/Barueri, que venceu o segundo jogo do playoff final por 3 sets a 2, com parciais de 22/25, 20/25, 26/24, 25/22 e15/11, em 2h13. Com o resultado, fechou a série do playoff decisivo por 2 a 0. Agora, a equipe osasquense volta sua atenção para a estreia na Superliga, na próxima terça-feira (12), em casa, contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano.

Vestindo a camisa de Osasco desde os 19 anos, Camila Brait fez questão de enaltecer a torcida local. “Os torcedores estão do nosso lado, sempre, seja na alegria ou na tristeza. E hoje foi uma prova disso. Não deixaram de nos apoiar em nenhum momento, mesmo quando o resultado tão esperado não veio. Agora é seguir em frente, porque semana que vem já tem estreia na Superliga. Vamos trabalhar muito para fazer esses maravilhosos torcedores voltaram a sorrir”, declarou a líbero.

O jogo – Com o Liberatti no melhor estilo panela de pressão, o jogo começou equilibrado. As jogadoras de Osasco não deixaram o time adversário “gostar do jogo”, quando colocou dois pontos de frente. Casanova desceu o braço e colocou as donas da casa na frente no 13/12. Na sequência, um bloqueio da cubana e Mara garantiu o 14/12. Na sequência, empate do São Paulo e o jogo seguiu lá e cá até Jaque mostrar oportunismo e bater uma bola que voltou direto após Roberta tentar uma jogada de segunda. Com Bia e Mara aparecendo em bolas de china e no paredão, O Audax fez 21/19. Pri Heldes saiu do banco para sacar e, com um ace, levou a torcida ao delírio com o set point. A vitória por 25/22 veio com um pancada de Casanova da saída de rede.

No início do segundo set, Jaque montou o paredão no 5/3 e foi comemorar com a torcida, que vibrou muito com a atacante. Embaladas, as comandadas de Luizomar abriram 4 pontos (8/4), obrigando Barueri a pedir tempo. Colocando pressão no saque e com menor número de erros no serviço, Osasco foi abrindo. Com um ace de Jaque a vantagem foi para sete pontos (13/6). Com outro ponto direto de saque, desta vez de Bia, o Audax fez 16/7. Mara desceu o braço em uma rápida pelo meio (20/14). Jaque usou toda sua experiência para explorar o bloqueio (22/16). Casanova colocou a bola no chão no set point (24/17) e a vitória veio em um erro do São Paulo (25/20).

O terceiro set começou equilibrado, mas quando o São Paulo abriu 3 pontos (9/6), Luizomar pediu tempo para arrumar a casa. Quando o placar chegou a 6/10, ele promoveu e entrada de Pri Heldes e Vanessa na inversão. O treinador precisou parar o jogo novamente quando Barueri chegou a 12/6. Jaque quebrou a sequência do adversário (7/13) e deu início a uma reação que culminou no empate em 16/16, com grandes atuações de Mara e da própria Jaque no ataque e bloqueio. A virada veio com Bjelica, explorando o bloqueio (20/19). A emoção foi até a última bola. Casanova segurou o jogo no braço ao empatar no 24/24. Mas Barueri acabou levando por 26/24.

Luizomar precisou pedir tempo no início do quarto set, quando o São Paulo abriu 3 pontos: 6/9. Pri Heldes entrou em quadra quando o adversário vencia por 12/7. O treinador parou o jogo novamente quando sua equipe perdia pra 8/14. Como nas parciais anteriores, a torcida seguiu cantando e incentivando as atletas da casa. O resultado foi entrega total em quadra. Mara conseguiu dois bloqueios seguidos e diminuiu a vantagem do rival para 2 pontos (19/21). Mas não deu e as adversárias ganharam por 25/22 e empataram o jogo em 2 sets a 2.

Tensão total no quinto set. Barueri começou mais ligado e fez 4/2. Mas Casanova empatou com um ace e Jaque garantiu a virada em um bloqueio (5/4). Com dois bloqueio seguidos – primeiro com Jaque e depois com a ponteira formando o paredão com Bia – as donas da casa abriram 2 pontos (6/4). Mas o jogo seguiu equilibrado e foram as adversárias que chegaram à virada de quadra na frente, com 8/7 para Barueri. Luizomar pediu tempo quando as sãopaulinas chegaram ao 10/8. E precisou parar o jogo logo em seguida, pois as visitantes fizeram 11/8. E apesar de todo apoio da torcida local, o São Paulo levou a melhor por 15/11 e o jogo por 3 sets a 2.

Vôlei Osasco-Audax jogou com Roberta (2), Casanova (24), Bjelica (8), Jaque (16), Mara (17), Bia (11) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar de Moura. Entraram: Kika, Pri Heldes (1), Vanessa Janke (1).

São Paulo/Barueri jogou com Juma (7), Diana (1), Maira (10), Tai Santos (9), Mayany (16), Lorenne (28) e a líbero Nyeme. Técnico: José Roberto Guimarães. Entraram: Dani Terra, Jacke, Kisy (2), Lays (7).




1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Markito Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
Markito
Visitante
Markito

A “TORCIDA” (OSASCO/AUDAX) lotou o Liberatti, e viu seu time, tomar outro “COURO”, das “NOVINHAS” do SP/BARUERI, e ficarem c/o “VICE-CAMPEONATO”!!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…

Translate »