Search
Wednesday 21 November 2018
  • :
  • :

Capitã Fabiana também dá adeus à Seleção Brasileira

Crédito: Divulgação/FIVB

Crédito: Divulgação/FIVB

 

Assim como a oposto Sheilla, nossa capitã Fabiana Claudino também anunciou sua aposentaria da Seleção Feminina de Vôlei. A central buscava o tricampeonato olímpico defendendo as cores do Brasil, mas teve o sonho destruído após a derrota para a China, por 3 sets 2, nas quarta de final dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Fabiana disputou a sua quarta Olimpíada e, entre tantos títulos e prêmios individuais, conquistou dois ouros olímpicos.

 

Acompanhe a postagem da atleta em suas redes sociais, se despedindo de nossa seleção:

 

“O sonho que terminou ontem, foi sonhado durante 4 anos. Acabou assim, infelizmente… Queria muito poder trazer isso pra todos vocês. Não deu. Está doendo muito, porque sei que todos vocês sonharam comigo esse desfecho de um tri olímpico. A dor desse momento me faz relembrar toda uma vida dedicada ao meu país e ao esporte que tanto amo. Foram 4 olimpíadas, muitos títulos, derrotas dolorosas, alegrias incontáveis e choros que machucaram. Minha trajetória começou aos 14 anos, era uma menina que jamais sonhava conquistar tudo que conquistei. Aos 19 minha, primeira olimpíada em Atenas 2004. E daí por diante foram muitas graças recebidas através de muita dedicação, abdicação e luta! Agradeço às meninas que me acompanharam nesse sonho, a comissão por nos orientar e treinar sempre! Entendam de coração aberto que ninguém perde porque quer e esse grupo queria muito! Só quem vive dentro da quadra, sabe o que acontece ali. Essa equipe é aguerrida demais! Tenho um orgulho imenso de ser capitã da seleção e de carregar essa camisa e essa bandeira por todos os lugares que passei. Agradeço a Deus, mesmo que Seus planos não sejam meus e não posso contestar. Agradeço a minha família, meus pais queridos, meus amigos, meu namorado Vini e aos torcedores, acreditem, sempre foi por vocês! Meu coração sempre pulsará verde e amarelo e nunca deixará de bater emocionado, toda vez que tocar o hino nacional. Obrigada a todos por tudo! Fica aqui minha despedida da seleção, foram 13 anos de uma trajetória linda e que me orgulha demais. Foi gratificante em meu último jogo pelo meu país, escutar o Maracanãzinho lotado gritar meu nome, e essa sensação e esse brilho que nós todas tivemos até aqui, ninguém pode desmerecer ou apagar! Um beijo do meu tamanho e obrigada mais uma vez a todos! Fiquem com Deus!”




8
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
3 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
MVP do BlogShawnAdriana NascimentoMarcelo de OliveiraRfLA Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
MVP do Blog
Visitante
MVP do Blog

Inútil mesmo tentar procurar culpados. Vôlei é, em sua definição, um esporte coletivo. Se por um lado Natália pecou no passe, por outro foi decisiva várias vezes no ataque. O mesmo vale para Garay. Jaque não seria a salvadora da pátria, pois no ataque não representa hoje, nem de longe, o poderio de força que as outras duas ponteiras tem. Dani pecou em certos momentos, mas foi primorosa em outros, a palavra irregular pode ser dada a ela? Talvez, mas não pelo jogo contra a China. Se é pra apontar algum culpado foi: pecou foi o erro de TODAS: as… Ler mais »

Adriana Nascimento
Visitante

Assim não vale. Doi mais ver vocês (Sheilinha e Fabi) pararem do que a perda do ouro, porque vocês são nossas joías. Por que parar agora meninas, tem muito tempo pela frente, deem um tempo, tenham seus filhos, quer ser modelo Fabi, vai lá, modela e volta, tantas já fizeram isso. Aposentadorias indeferidas.

RfLA
Visitante
RfLA

o próximo a dizer adeus tem q ser o ZÉ Roberto junto com tda a sua comissão técnica. O maior responsável pela eliminação. Graças às suas escolhas equivocadas e à falta de percepção do jogo. Nisso Lang pING deu uma voadora nele, qndo, após só observar o q ocorreu no 1º set, fez a alteração ousada, na medida, e que mudou a história do jogo. Não dá pra continuar com ZRG se quiser uma boa renovação. Precisa d alguém com visão, ousadia, pioneirismo e q tenha uma RÁPIDA percepção do jogo, q saiba estruturar taticamente uma equipe qndo está em… Ler mais »

Marcelo de Oliveira
Visitante
Marcelo de Oliveira

Concordo plenamente que nesta derrota ficou claro a falta de dinamismo do JRG, principalmente em não ter a humildade de entender que a levantadora estava perdida e muito nervosa, e insistia em não fazer jogadas pelo meio de rede. Obstante, não houve troca do 5 por 1 no terceiro e no quarto set e a equipe precisava de sangue novo e o Zé não conseguiu entender esta necessidade. Precisamos renovar no feminino e no masculino, e que que no Japão isto seja uma realidade.

CARLOS GUSTAVO SOARES
Visitante
CARLOS GUSTAVO SOARES

NÃO PODEMOS ENCONTRAR CULPADOS PELA DERROTA O GRUPO PERDEU O TÍTULO OLÍMPICO RIO/2016,MAS FOI CAMPEÃO DO GRAND PRIX 2016,JOGO EM SÍ NOS MOSTROU QUE CHINA USOU SEU SAQUE PARA NEUTRALIZAR O PASSE E O LEVANTAMENTO DO BRASIL,FOI DURO DERROTA, MAS VIDA QUE 1992 UM JOVEM SONHAVA CO GERAÇÃO FERNANDA VINTURINI, ANA MOSER, MARCIA FÚ ALÉM DA MINEIRA HILMA CALDEIRA NÃO DEU FICOU NO 4 LUGAR, MAS O TEMPO SEGUIU O BRASIL, EM 2008 CAMPEÃO PEQUI, 2012 LONDRES, ESSA GERAÇÃO SE NÃO COM MESMA SEGUIR NA BUSCA PARA REFORMULAR O GRUPO VAMOS JAPÃO 2020, SONHOS NÃO MORREM,ELES MUDAM DE LUGAR,

Jéssica
Visitante
Jéssica

Natália já substituiu a Jaque nesta Olimpíada e não foi uma substituta a altura, no momento mais importante não seguro o passe para o Brasil, faltou o passe e a defesa da bicampeã olímpica que deveria ter sido titular, em Londres o Brasil viveu uma situação parecida nas quartas e a Jaque estava lá pra jogar a bola para o alto, essas guerreiras são insubstituíveis ou pelo menos ainda ainda não apareceram substitutas a nível da geração mais vitoriosa do vôlei, esperamos que novos talentos se revelem, que Gabi não seja apenas mais uma promessa como Natália foi, e que… Ler mais »

Shawn
Visitante
Shawn

Dani Lins, ótima? Desculpa a pergunta, mas você assistiu ao jogo? A levantadora estava literalmente insegura e manifestou isso durante o jogo inteiro levantando bolas baixas e coladas na rede. Estava estampado no semblante dela.Foram incontáveis contra-ataques desperdiçados por causa da sua imprecisão. Não vou nem falar do gelo que ela deu nas centrais que passaram batidas na partida de ontem, praticamente. Fernanda Garay quinou todos os passes do quarto set em diante e a Jaqueline quando entrou não resolveu nada. Sheilla errou um saque com 13×12 para a China. Natália foi um desastre no segundo set, mas voltou e… Ler mais »

Jéssica
Visitante
Jéssica

Não é perseguição o que eu culpo é porque ela não foi substituída, e não faltou ataque para o Brasil, afinal teve muito equilíbrio nos pontos o que faltou foi passe e defesa, por isso deveria ter colocado a Jaque mas não nesse último jogo deveria ter dado ritmo de jogo como titular desde o Grand Prix ai sim ela estaria muito bem agora, se a Fernanda já é uma ponteira de definição (inclusive marcou 24 pontos nesse jogo) deveria ter a outra ponteira de preparação, e o ZR sempre falou que o ataque mais forte do Brasil era das… Ler mais »

Translate »