Search
Saturday 24 August 2019
  • :
  • :

Carol alerta sobre torcida de Rio do Sul: “É importante entrarmos em quadra bem concentradas”

Quando o Rexona-AdeS começar a disputar a partida marcada para esta terça-feira (26.01), às 19h15, diante do Rio do Sul, no ginásio Artenir Werner, Bernardinho e suas jogadoras não terão boas recordações recentes para se espelharem em busca de uma vitória. Na última vez em que esteve na cidade catarinense, o atual e maior campeão da Superliga acabou surpreendido, em outubro do ano passado: perdeu por 3 sets a 1. Mas se não existem boas lembranças, ficou o aprendizado, já que grande parte do elenco esteve em quadra naquele revés. E é através dele que o líder da temporada 2014/15 tentará construir uma história diferente.

Destaque do Rexona-AdeS na Superliga 14/15, a ponteira Gabi ostenta até o momento a liderança nas estatísticas de ataque da competição com um aproveitamento de 33,08%. E poderá, diferente da temporada anterior, quando não atuou em Rio do Sul, poupada por uma lesão nas costas, ajudar sua equipe a sair de Santa Catarina com a invencibilidade e a liderança mantidas.

“Sabemos que será um jogo difícil. O Rio do Sul tem um time ‘jogueiro’ e tem mostrado potencial. Fizeram uma boa partida diante do nosso time no primeiro turno este ano, no Rio, e recentemente fizeram um grande jogo, em casa, diante de um dos melhores times da competição, o Osasco, quando perderam apenas no quinto set. Levamos conosco o aprendizado de nossa derrota na última temporada e precisamos ditar o ritmo do jogo desde o início. Em nossa última partida, contra o Maranhão, não começamos tão bem e tivemos problemas com isso, mesmo revertendo ainda no primeiro set. Agora, não podemos errar tanto”, analisou a ponteira.

Outro ponto é unânime entre as jogadoras do Rexona-AdeS é a força da torcida catarinense. E para tentar minimizar o apoio incessante dos torcedores de Rio do Sul a arma do time carioca será a concentração.

 Foto: Marcelo Régua/MPIX

Foto: Marcelo Régua/MPIX

“É importante entrarmos em quadra bem concentradas. Vemos a evolução do Rio do Sul ao longo da competição e respeitamos o trabalho que vem sendo feito pelo Spencer (Lee – treinador da equipe de Rio do Sul). Lá é sempre complicado jogar. A torcida deles, apesar de muito carinhosa conosco, apoia demais o seu time. Temos que ficar alheias à isso e levar para a quadra todo o estudo que fizemos. É fundamental marcarmos as melhores jogadas delas para sairmos com uma boa vitória”, disse a meio de rede Carol.

A partida entre Rexona-AdeS e Rio do Sul terá transmissão do canal SporTV. Depois desse compromisso, o time carioca terá pela frente mais um duelo pela Superliga 14/15: receberá o Camponesa/Minas, na sexta-feira (30.01), às 19h, no ginásio do Tijuca Tênis Clube.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »