Search
Monday 16 September 2019
  • :
  • :

Circuito Mundial: Talita/Taiana, Carol/Maria e Guto/Saymon vencem e vão à fase de grupos em Tóquio

Talita (esq) e Taiana comemoram ponto na partida contra espanholas. (Foto: Divulgação/FIVB)

O Brasil avançou com três duplas à fase de grupos da etapa quatro estrelas de Tóquio (Japão), pelo Circuito Mundial 2019, nesta quarta-feira (24.07). Os jogos do classificatório aconteceram durante a tarde na capital japonesa – madrugada no Brasil, e Carol Solberg/Maria Elisa (RJ), Talita/Taiana (AL/CE) e Guto/Saymon (RJ/MS) venceram uma rodada eliminatória para avançar na competição. Pedro Solberg/Vitor foram superados e não conseguiram a vaga.

Além da disputa do classificatório, também foram definidos os grupos da competição, que servirá como evento-teste para os Jogos Olímpicos de 2020. O Brasil já tinha outros seis times garantidos pelo ranking de entradas (Ágatha/Duda, Ana Patrícia/Rebecca, Fernanda/Bárbara, Alison/Álvaro Filho, André/George e Evandro/Bruno), sendo a nação com mais representantes na etapa. Os jogos da fase de grupos começam ainda na noite desta quarta no horário brasileiro.

Talita e Taiana garantiram a vaga ao vencerem pelo classificatório as espanholas Lobato/Navarro por 2 sets a 1 (21/16, 17/21, 15/11), em 45 minutos. Talita analisou o triunfo e a vaga à fase de grupos após duelo contra um time experiente.

“Tivemos paciência no segundo set. As espanholas são experientes, rodam o Circuito Mundial há alguns anos. Elas sacaram muito bem e aproveitaram o lado da quadra que estava melhor para sacar. No primeiro e no terceiro sets, conseguimos sacar melhor e manter a regularidade na virada de bola, isso foi fundamental. Sempre manter a cabeça focada”, disse.

A dupla brasileira caiu no grupo D e enfrenta na estreia as compatriotas Ágatha/Duda (PR/SE), às 00h20 desta quinta-feira no horário brasileiro. Elas também encaram na primeira fase as holandesas Keizer/Meppelink e as japonesas Take/Kusano.

Carol Solberg e Maria Elisa também avançaram ao superarem no classificatório as chinesas Meimei Lin e Jinjin Zeng por 2 sets a 0 (21/13, 21/10), em 30 minutos. As campeãs brasileiras da temporada 17/18 enfrentam na estreia as compatriotas Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ) às 22h40 desta quarta-feira (horário do Brasil). O grupo E também conta com as chinesas Fan Wang/Xinyi Xia e as tailandesas Hongpak/Radarong.

Completando a lista de brasileiras, Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE) caíram no grupo C e encaram na estreia as polonesas Kociolek/Wojtasik às 23h30 (de Brasília). Elas também duelam contra as chinesas Xinxin Wang/Chen Xue e as norte-americanas Larsen/Stockman na chave.

MASCULINO
Guto e Saymon também conseguiram a vaga ao vencerem os tailandeses Inkiew/Padsawud por 2 sets a 0 (21/15, 21/18), em 31 minutos, no classificatório. Eles estão no grupo F e estreiam contra os norte-americanos Bourne/Crabb às 21h50 desta quarta-feira. Completam a chave os chineses Likejiang Ha/Jiaxin Wu e os japoneses Hasegawa/Takahashi.

Outros três times já estavam garantidos pelo ranking de entradas. Alison e Álvaro Filho (ES/PB) estão na chave E, enfrentando na estreia os franceses Aye/Arnaud às 22h40 (de Brasília). Os brasileiros também encaram na primeira fase os belgas Koekelkoren/van Walle e os catarianos Cherif Samba/Ahmed Tijan na etapa japonesa.

André Stein e George (ES/PB) ficaram no grupo C e estreiam contra os japoneses Nishimura/Shibata às 21h desta quarta. Também completam a fase de grupos os alemães Ehlers/Fluggen e os poloneses Kantor/Losiak.

Os líderes da corrida olímpica brasileira, Evandro e Bruno Schmidt (RJ/DF), estão no grupo B e encaram na primeira partida os alemães Bergmann/Yannick Harms, às 21h50 desta quarta. Também estão na chave os chineses Peng Gao/Yang Li e os norte-americanos Crabb/Gibb.

Pedro Solberg e Vitor Felipe não conseguiram superar o classificatório, sendo vencidos pelos austríacos Winter/Horl por 2 sets a 0  (21/16, 22/20), sem avançar à fase de grupos.

O evento-teste será uma etapa nível quatro estrelas do Circuito Mundial, ou seja, conta pontos para a corrida olímpica brasileira, que define os representantes do país na próxima edição dos Jogos. O torneio em Tóquio seguirá o formato olímpico, com o mesmo número de duplas participantes (24 em cada gênero) e sistema de disputa similar ao que acontecerá em 2020, distribuindo 300 mil dólares aos competidores.

O torneio em Tóquio terá formato particular, por ser um evento-teste aos Jogos de 2020. Em uma etapa quatro estrelas usual, a fase de grupos é composta por 32 times divididos em oito grupos. Já na competição desta semana, apenas 24 duplas em cada gênero participam, divididas em seis chaves, como ocorre no evento olímpico. Além disso, em uma etapa normal, são dois jogos na primeira fase, contra três partidas no evento-teste.

Tóquio receberá uma etapa do Circuito Mundial de vôlei de praia pelo segundo ano seguido. Em 2018, porém, a competição era classificada como três estrelas pela FIVB. A classificação das etapas acontece de acordo com a quantidade de pontos oferecidos, o valor da premiação e o tamanho da arena. Os primos chilenos Marco e Esteban Grimalt, e as alemãs Teresa Mersmann e Cinja Tillmann foram os vencedores em 2018.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »