Search
Wednesday 21 November 2018
  • :
  • :

Com “fome de bola”, Paula Pequeno encara novos desafios em Bauru

Ela já tem carreira consagrada no vôlei, com inúmeros títulos, como o bicampeonato olímpico, ao longo de uma trajetória na modalidade pra lá de vitoriosa e recheada de conquistas. Por isso, a ponteira Paula Pequeno, um dos principais reforços do Vôlei Bauru para a temporada 2017-2018, encontra nos novos desafios a principal fonte de motivação para, aos 35 anos, continuar jogando e lutando por vitórias em quadra. E atuar pelo Vôlei Bauru é o seu atual desafio, “missão” para a qual ela já vem se preparando há tempos. Apresentada oficialmente nesta sexta-feira de manhã, em coletiva à imprensa realizada no Ginásio Panela de Pressão, Paula Pequeno abordou este e outros assuntos e falou até da possibilidade de encerrar a carreira em Bauru.

“Após uma carreira longa e vitoriosa, hoje o que move são nossos desafios e estar aqui encarando novos desafios é minha dose de motivação diária para dar tudo o que tenho. Me preparei para chegar bem e acredito que minha experiência possa colaborar muito e, além do lado mãezona, tem a experiência na prática e a parte física que venho cuidando com muito carinho e é o que está fazendo prolongar minha carreira. Espero me tornar uma cidadã de Bauru não só em uma temporada, mas em várias, e que eu consiga superar as expectativas”, destacou a ponteira.

Após três meses de “férias” e uma intensa preparação fora das quadras, Paula Pequeno iniciou esta semana os treinamentos com o restante do elenco do Vôlei Bauru. E voltar novamente à quadra era o que a ponteira mais desejava, pois garante ter chegado com “fome” de bola. “De alguns anos para cá tive um “clique” que para continuar jogando em alto nível com essa molecada alta e jovem que está vindo aí, é preciso fazer algo mais. Sinto que preciso fazer mais e uso todos os recursos necessários para deixar meu corpo alinhado e evitar lesões. Tenho certeza que isso vai me ajudar muito e, quando voltei agora para as quadras, me senti muito leve, solta e com muita fome de bola. Volto com tudo”, ressaltou a atleta.

Paula Pequeno também analisou o atual elenco do Vôlei Bauru e projetou as perspectivas para o futuro da temporada. “Minha expectativa sobre o projeto é de crescimento. Espero realmente que possamos elevar todos os lugares que a gente chegou em todos os torneios. Já tenho traçadas em minha cabeça metas a curto, médio e a longo prazo e isso acaba sendo uma semente plantada na cabeça de cada uma por meio de treinamento, experiência e demonstração do que é ser competitiva e do quanto é bom ganhar. É buscar a vitória em cada dia e em cada passo, porque com muito trabalho e dedicação o resultado acaba vindo. Não tem como prever o resultado, mas tem como buscar resultados cada vez melhores”, analisou a ponteira. E acrescentou:

“Temos um time coeso, talentoso e que tem muita chance de dar certo. Agora é torcer para dar liga, o que se vai conquistando diariamente. Com esse talento todo e a experiência da comissão só precisamos de tempo para dar uma cara para o time.”

Aposentadoria

Paula Pequeno também falou sobre a possibilidade de se aposentar das quadras. Consciente que está, em suas próprias palavras, na fase final de sua carreira, a ponteira não pensa em aposentadoria no momento e não descarta até mesmo encerrar sua carreira atuando pelo Vôlei Bauru.

“Quero poder inspirar essas meninas novas do elenco. Que elas vejam em mim algo que necessitem como motivação e prospecção de carreira e eu possa deixar um legado para elas a cada dia que passa. Espero sim ficar aqui o tempo que for necessário e bom para todo mundo, construindo e conquistando meu espaço e que isso se torne cada dia mais valioso e duradouro para, quem sabe, até encerrar a carreira aqui, o que seria muito bonito”, enfatizou Paula Pequeno, para depois concluir:

“Amo muito o que faço e tenho me cuidado muito. O dia que eu perder o amor ou meu corpo não aguentar, então, é hora de parar. Não limito a minha carreira. Enquanto estiver sentindo esse tesão, essa vontade de treinar, jogar e querer ganhar, isso é uma chama acesa que ainda está dentro de mim e estou cuidando do meu corpo para ele aguentar. Sei que estou na fase final de minha carreira e tenho até três empresas caminhando para ser uma nova fonte de renda. É preciso pensar nisso e não se pode prever quando é que se vai dar esse clique que é hora de parar. Vamos na base do amor e da saúde.”

Créditos: Neide Carlos

Tem cupom de desconto exclusivo pra você na FutFanatics. Use o código: MV10FUT




3
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
TITANIC 100 ANOSAline Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
TITANIC 100 ANOS
Visitante
TITANIC 100 ANOS

Resta agora saber quem será a sua companheira de passe e uma vez que a Martinez parece que ainda não se decidiu. Se a Dominicana não vir tentem ao menos um a americana já que elas estão aí surgindo a todo momento. Se e Bauru não fizer assim vai ser aquele mesmo vexame de sempre

Aline
Visitante
Aline

DIVA!!! MUSA INSPIRADORA!!! UNICA MVP OLIMPICA DO BRASIL!!! Paula está no SELETISSIMO GRUPO DE MVPs OLÍMPICAS ao lado de: 1984 – Lang Ping (CHINA)
1988 – Cecilia Tait (PERU)
1992 – Paula Weishoff (USA)
1996 – Cintha Boersma (HOLANDA )
2000 – Barbara Jelić (CROÁCIA)
2004 – Feng Kun (CHNA)
2008 – Paula Pequeno (BRASIL )
2012 – Kim Yeon-koung (KOREA)
2016 – Zhu Ting (CHNA)

TITANIC 100 ANOS
Visitante
TITANIC 100 ANOS

também torço pela PP4 aline, mas carregar o time nas costas ela não tem mais condições, vimos isso em brasília. A linha de passe Paula, Brenda está muito boa. Helo de oposta pode voltar a render aquilo de algumas temporadas atrás, agora falta uma outra ponteira de preferencia bem pauleira. falei em uma americana, mas se pintasse uma cubana por aqui seria uma maravilha também.

Translate »