Search
Monday 10 December 2018
  • :
  • :

Com o fim da Taça Prata, CBV lança a Superliga C

Em 2016, Brusque foi o destaque da Taça Prata. (Foto: Arquivo)

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou na última terça-feira (17.07) o regulamento oficial da Superliga C. A competição, que estreia na temporada 2018, substitui a Taça Prata e serve com acesso à Superliga B. O evento está programado para acontecer entre os dias 22 e 28 de outubro.

O prazo de inscrições das equipes interessadas vai até o dia 21 de setembro, e, os candidatos a sediar a competição precisam enviar a proposta para a CBV até o dia 28 de setembro. Pelo regulamento todas as equipes devem contar com pelo menos dois atletas sub-23 e dois sub-21.

A fórmula da competição dependerá da quantidade de equipes inscritas e pode ser realizada em triangular, grupo único ou em dois grupos com semifinal e final. Os dois melhores de cada naipe garantem o acesso para a Superliga B 2019.




10
Deixe um comentário

avatar
8 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
muciolomuciolo ferreiraRenatoDr BIGFolie Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
muciolo ferreira
Visitante
muciolo ferreira

A CBV deveria copiar o modelo americano e incentivar e apoiar a participação das universidades na criação de times e ampliando o projeto aos clubes esportivos.Aí sim, teríamos sempre uma base com novos talentos sedo lapidados e promovidos às divisões profissionais.

Dr BIG
Visitante
Dr BIG

Boa CBV!! Agora para renovar contrato com o SporTV tem de barrar as bobogens ditas pelo NALBERT ,as asneiras do MARCOS FREITAS ,as pérolas proferidas pela FABI e contratar um narrador que durante os jogos não fique perdido.

muciolo
Visitante
muciolo

Concordo. Mas o pior de todos é o tal Marcos Freitas. Ele só sabe falar o currículo de jogador,elogiar, dizer onde nasceu, quem são os pais, os clubes por onde passaram e, o pior,adjetivar o jogo do início ao fim.Um horror! Isso sem falar naquela voz péssima e sempre rouca com sotaque carregado parecendo mais que está com uma manga azeda e presa ao céu da boca. Tragam da Bandnews o Marcelo Negrão. Imporetem o Bruno Voloch. Estes sim, comentam com técnica e categoria uma partida de vôlei.

Folie
Visitante
Folie

Já pararam pra pensar?
Na SL 19/20 pode ter FLA X FLU?

Renato
Visitante
Renato

Ia ser uma desgraça! Clubes falidos do rio tiroteio pra embostar a superliga. Acorda!

Leyva manda bjs tbm
Visitante
Leyva manda bjs tbm

Amém CBV! Evoluindo! Tá faltando um Club Brasil aí tbm!
Com essa iniciativa da CBV, tomara que apareçam equipes de outras regiões! Principalmente Nordeste e Centro Oeste!

Alguém
Visitante
Alguém

A intenção é até boa. Mas ao meu ver o que deveria ser feito era buscar patrocínio de expressão com instituições e vínculos de transmissão com TV’s (não importa a emissora) para que as marcas dos patrocinadores pudessem ser divulgadas. A falta de investimento das empresas se dá pela falta de retorno, já que os nomes não tem a divulgação necessária para suprir em retorno, todo o apoio ao esporte.

Kliuka cabeção
Visitante
Kliuka cabeção

É um projeto interessante!!Mais o modelo ideal é criar tipo um CLUB ITÁLIA ou como na RÙSSIA que possui 2 equipes com somente jogadoras(es) juvenis e nunca sao rebaixadas.

Almir Sousa Cardozo
Visitante
Almir Sousa Cardozo

Apesar das dificuldades, as competições estão com planejamento.

Décadence sans élégance
Visitante
Décadence sans élégance

Bom, pelo menos a CBV, responsável direta pela decadência do vôlei brasileiro, está começando a se preocupar em dar rodagem às jogadoras de base. Espero que não seja tarde. RIP vôlei brasileiro.

Translate »