Search
Friday 6 December 2019
  • :
  • :

Conheça um dos diferenciais que tem contribuído para a boa campanha do Vôlei Nestlé na Superliga

Crédito: Hérica Suzuki

 

Na vice-liderança da Superliga 2016/17, com 24 pontos, o Vôlei Nestlé tem apresentado como diferencial a capacidade de colocar bolas no chão a partir de ataques e contra-ataques. O time de Osasco lidera neste fundamento com 28,83% de eficiência e um total de 498 acertos. Individualmente, Paula é a segunda colocada neste quesito, com 29,41%, e Tandara a terceira, com 29,17%. A primeira é Thaisinha, do Genter Vôlei Bauru, com 29,92%. O confronto desta quinta-feira (22/12) reúne as três atacantes mais eficientes da competição. O Vôlei Nestlé enfrenta o Genter Vôlei Bauru, às 19h30, no José Liberatti, pela última rodada do primeiro turno, com transmissão do SporTV. A equipe comandada por Luizomar conta com três atacantes entre as 15 maiores pontuadoras da competição, sendo Tandara, a sexta, com 137, Paula, a 11ª, com 118, e Bia, a 14ª, com 111.

 

Bem posicionadas nas estatísticas individuais, Paula e Tandara ficam ainda mais felizes ao saberem que estão contribuindo para que o Vôlei Nestlé lidere neste fundamento. “Uma boa atacante tem que ter variação de golpes. Precisa saber atacar na diagonal, na paralela, largar e explorar o bloqueio. Fico feliz de contribuir com a equipe. Esse foi o combinado quando fui contratada e me alegra saber que meu trabalho está ajudando no aspecto coletivo”, comenta Paula. “Certamente me deixa feliz saber que estamos liderando em ataque na Superliga. Fico contente por estar contribuindo e tenho feito meu máximo para que isso aconteça. Vou me esforçar cada vez mais para fazer pontos e levar o Vôlei Nestlé a vitórias e, consequentemente, espero que o time permaneça com esse bom índice de aproveitamento”, completa Tandara.

 

As duas jogadoras são bolas de segurança das levantadoras Dani Lins e Carol Albuquerque e não escondem a alegria de quando conseguem êxito com seus ataques. “Quando a levantadora me escolhe para atacar é sinal de que confia em mim e que tenho essa capacidade de estar rodando bola. A sensação é a melhor possível. É aquela felicidade de ter feito mais um ponto e de que estou ajudando o time”, ressalta a atleta. “Sensação de fazer um ponto é a de dever cumprido. É um sentimento de conseguir executar o que foi pedido, ainda mais eu que sou oposto e tenho mais responsabilidade no ataque”, reforça Paula.

 

Para Tandara, a velocidade tem contribuído para sua eficiência ofensiva. “Meu físico me ajuda bastante no ataque porque sou forte. Quando estou bem fisicamente, a velocidade faz a diferença e me sinto muito bem neste aspecto. Essa minha força, com velocidade e um bom encaixe tem colaborado para meus êxitos como atacante”, afirma Tandara, que marcou 32 pontos na vitória por 3 a 2 sobre o Rexona-Sesc, sendo 29 de ataque. A jogadora se superou no clássico, pois atuou com dores no tornozelo esquerdo, após entorse sofrido na partida anterior contra o Dentil/Praia Clube.




2
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Jessjccm Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
jccm
Visitante
jccm

Luziomar só precisa segurar um pouco mais Malesevic em quadra quando a bola não chegar a Dani Lins, a substituição por Gabi penso ser erronêa.
Outra jogadora que entrou muito bem foi a reserva de Bia e Saraelen (Central), essa deve ser titular na equipe junto da Bia que vem fazendo uma brilhante superliga.

Jess
Visitante
Jess

Luizomar deve ser pai da Gabiru.. só isso explica todo o amor

Translate »