Search
Wednesday 17 July 2019
  • :
  • :

Curitiba/Carob House comemora título da Superliga B

Finalistas estarão na elite da próxima superliga. (Foto: Divulgação)

O Curitiba Carob House/CMP (PR) é o grande campeão da Superliga B feminina de voleibol 2018, quinta edição da história da competição. Em uma partida bastante equilibrada na noite desta segunda-feira (09.04), o clube curitibano levou a melhor no clássico paranaense contra o Vôlei Positivo/Londrina (PR) por 3 sets a 2 (29/31, 25/22, 25/19, 24/26 e 15/11), em 2h24, no Moringão, em Londrina (PR).

O jogo que deu o título ao Curitiba Carob House/CMP foi a sétima vitória consecutiva do time da capital paranaense no campeonato. Em oito partidas disputadas nesta temporada, o único revés foi na estreia justamente contra as adversárias na final. O equilíbrio no placar também foi marcante, e, pela primeira vez na história da Superliga B feminina uma decisão terminou em cinco sets.

No clássico paranaense as donas da casa começaram empolgadas com as arquibancadas tomadas pelos 4.280 torcedores presentes. Apesar disso, as visitantes retomaram o controle da partida e, com um saque mais eficiente e bom volume de jogo, levaram a melhor no segundo e terceiro sets. A quarta parcial foi muito similar à primeira, cheia de alternâncias. Mas o time londrinense acabou levando a partida para o tiebreak. O Curitiba conseguiu se reorganizar e manter os ânimos controlados para fechar o set e o jogo.

“Perdemos para elas justamente no primeiro jogo na temporada e na nossa casa. Estávamos ainda nos entrosando e buscando ritmo. Algumas atletas estavam recém-chegadas à equipe. Nosso time cresceu muito, e o Londrina é um time forte, que tem o nível similar ao nosso. Sabíamos que teríamos um jogo difícil pela frente. Nosso objetivo era subir para a elite e conseguimos. Este foi o meu último jogo de verdade”, disse a experiente ponteira Fofinha, do Curitiba, que foi um dos destaques da partida e que encerra a carreira após esta Superliga B.

Mesmo sem subir no lugar mais alto do pódio, o Vôlei Positivo/Londrina também teve o que comemorar. Como os dois finalistas garantem vaga na primeira divisão, segundo o regulamento da temporada, o time londrinense também já entrou em quadra com um pé na elite. O clássico paranaense nesta final, coroou o retorno do Paraná à Superliga feminina após jejum de 14 anos. A ponteira Ju Odilon, do Vôlei Positivo, sentiu a derrota, mas destacou que o mais importante, que era o acesso, foi conquistado.

“Por um lado, é triste pelo que fizemos ao longo de todo o campeonato, mas faz parte do voleibol. Tudo que foi feito antes ficou para trás e este jogo de hoje é que valeria. Foi um grande jogo e nós erramos muito. Elas também têm méritos pela vitória. Nosso objetivo era subir para a Superliga A e o título seria para coroar o trabalho, mas agora temos que seguir em frente”, comentou Ju Odilon.

EQUIPES

VÔLEI POSITIVO/LONDRINA – Ana Maria, Lia, Carla, Adri, Amanda e Ju Odilon. Líbero – Silvana.

ENTRARAM: Mayara, Nathália, Ana Paula Guth

TÉCNICA: Ivomari Ramos

CURITIBA CAROB HOUSE/CMP – Paty, Wime, Valeskinha, Vivi, Fofinha, Verônica. Líbero – Aninha

ENTRARAM: Jéssica, Marina, Ana Paula

TÉCNICO: Clésio Prado

SUPERLIGA B FEMININA 2018

FINAL

09.04 (SEGUNDA-FEIRA) Vôlei Positivo/Londrina (PR) 2×3 Curitiba Carob House/CMP (PR), ginásio Moringão, em Londrina (PR), às 19h30 – Transmissão SporTV (31/29, 22/25, 19/25, 26/24 e 11/15)




5
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
GleydsonWillian LopesTITANIC 100 ANOSCleiton Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
Gleydson
Visitante
Gleydson

Parabéns aos dois times, especialmente ao Curitiba pelo título. Vamos ver como eles vão atuar no mercado. No Curitiba, Fofinha já deixou claro que esta foi sua última temporada. Acho que os patrocinadores do Curitiba vão investir pesado no time, principalmente porque o povo de Curitiba adora vôlei e isso gera visibilidade. O time já usa a ótima estrutura do Círculo Militar de Curitiba, que é excelente, sonho de qualquer atleta de ponta. Não será surpresa se Sheila, Mari, Piccinini (super amiga do Giba, que é padrinho do time; e que já jogou em Curitiba) e outras atletas de ponta… Ler mais »

Willian Lopes
Visitante
Willian Lopes

Parabéns aos 2 times, ótimo jogo. Que espetáculo a torcida. Gostei de ver Lia, Ana Maria, a jovem Amanda, Fofinha, Verônica e Valesquinha. Boa sorte aos 2 times.

TITANIC 100 ANOS
Visitante
TITANIC 100 ANOS

EU NÃO SABIA QUE A PONTEIRA VERONICA DO CURITIBA É DA MESMA GERAÇÃO DE SHEILA, JAQUELINE E SASSÁ. É UMA JOGADORA QUE FACILMENTE PODE INTEGRAR QUALQUER EQUIPE DE SUPERLIGA A. INCLUSIVE EU NUNCA TINHA VISTO ELA JOGAR

TITANIC 100 ANOS
Visitante
TITANIC 100 ANOS

FOFINHA E WALESKINHA AINDA TEM GÁS PARA COMPOR ELENCO DE SUPERLIGA A. ONTEM MOSTRARAM ISSO JOGADO 5 SETS. AGORA DESTACO TAMBÉM A VERONICA DO CURITIBA E A ALINE DO LONDRINA. ESSAS DUAS COM CERTEZA MEERECEM FICAR E DISPUTAR A SUPERLIGA A.

Cleiton
Visitante
Cleiton

Fofinha ainda teria bola para jogar por um bom tempo, caso quisesse. Ela e Waleskinha ainda jogam muito.

Translate »