Search
Monday 16 September 2019
  • :
  • :

Em casa, Sesi Vôlei Bauru se impõe e vence Sesc RJ

Foto: Marcelo Ferrazoli/Assessoria Vôlei Bauru

Quase no final desta terça-feira (19), o Sesi Vôlei Bauru fez a torcida do ginásio Panela de Pressão vibrar. No primeiro confronto das quartas de final da Superliga 2018/2019, a equipe de Anderson Rodrigues cresceu em quadra e superou o Sesc RJ por 3 sets a 1. As parciais foram de 25/23, 20/25, 25/17 e 25/23).

Com atuação decisiva, a ponteira Gabi Cândido foi escolhida a melhor em quadra, recebendo o troféu VivaVôlei.

A segunda partida entre as equipes acontece nesta sexta-feira (22), no Rio de Janeiro. Em caso de empate, haverá a terceira e decisiva partida no dia 26, também na capital carioca.

O jogo

O primeiro set foi marcado por muito equilíbrio, com as equipes trocando pontos até a reta final. Depois de ver o placar empatado, as anfitriãs cresceram para começar em vantagem, aplicando 25 a 23.

Na segunda parcial, as cariocas começaram na frente (3 a 6). Com Diouf bem acionada, a diferença diminuiu (6 a 8). Com bela passagem no saque da central Bia, as cariocas abriram (7 a 11) e ampliaram com uma jogada rápida de Juciely (9 a 14), mas Tifanny seguia virando para compensar os vacilos das paulistas na recepção. Muito marcada no bloqueio, Kosheleva foi para o banco e Peña acionada por Bernardinho. Quando a parcial parecia caminhar a favor do Sesc, Valquíria pontuou no saque (16 a 18) e Bernardinho pediu tempo. Edinara, que entrou na inversão com Naiane, fez o jogo empatar (18 a 18). Após nova parada do Rio, o Sesi vacilou na virada da bola (18 a 21), fazendo Anderson Rodrigues parar, mas não adiantou. As anfitriãs seguiram errando e o empate aconteceu após ataque de Monique (20 a 25).

O terceiro set começou com o Sesi mais eficiente, após Monique não conseguir recepcionar o saque de Tifanny (5 a 1). Na volta de um tempo do Rio, Andressa apareceu novamente no bloqueio. Pelo fundo de quadra, Tifanny fez a diferença aumentar (9 a 4). As paulistas ainda deixaram de aproveitar alguns lances, mas também contavam com a boa presença de Gabi Cândido no ataque (15 a 9). Com o placar apontando 18 a 11, Bernardinho pediu tempo. Abusando dos erros, as cariocas viram o Sesi fechar a parcial em 25 a 17, com um bloqueio de Valquíria em Peña (2 a 1).

O quarto set começou com a central Mayhara mantida no grupo titular, ao invés de Bia. Errando mais, o Sesi abriu 5 a 2. Após ser bloqueada novamente. Em uma tentativa de mudar o panorama, Carol entrou na inversão com Kosheleva na saída, nos lugares de Roberta e Monique, mas tudo dava errado no lado carioca. Após erro de posicionamento, o Sesi abriu ainda mais (8 a 3). Bernardinho parou mais uma vez quando o placar apontou em 10 a 4 e, desta vez, deu certo. O Sesc encostou (10 a 8) e imediatamente Anderson solicitou tempo, já com a inversão do time carioca desfeita. Apesar do equilíbrio, Tifanny desequilibrou com potentes ataques (15 a 12)  para manter o time na frente. Errando mais, o Sesi fez 17 a 13. Após um ataque para fora de Diouf, Anderson parou mais uma vez (17 a 15). As paulistas abriram de novo, mas o Sesi errou e, com um ace de Roberta, o Sesc se aproximou e manteve-se na cola com Bia, que voltou no lugar de Juciely. Do outro lado, porém, Andressa virou numa rápida china (21 a 18). Se Tifanny atacou para fora, Drussyla fez o mesmo (22 a 20). Peña voltou a pontuar (23 a 22), mas Diouf colocou o Sesi com o match point (24 a 22). Roberta bloqueou Gabi Cândido, mas ela se recuperou para confirmar a vitória (25 a 23).

Escalações iniciais

Sesi Vôlei Bauru: Fabíola, Valentina Diouf, Gabi Cândido, Tifanny, Andressa, Valquíria e Tássia (líbero)
Técnico: Anderson Rodrigues

Sesc RJ: Roberta, Monique, Kosheleva, Drussyla, Bia, Juciely e Gabiru (líbero)
Técnico: Bernardinho




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »