Search
Tuesday 23 July 2019
  • :
  • :

Entrevista: Destaque na final do Carioca, Lara fala sobre a emoção do título e suas pretensões

Crédito: Mailson Santana/FFC

Crédito: Mailson Santana/FFC

 

Lara Nobre, 27 anos, 1,84m e uma das principais responsáveis por ter dado uma grande dor de cabeça no campeão olímpico Bernardinho, na última quinta-feira (29/09). Central do Fluminense, a jogadora teve uma atuação impecável na batalha que decidiu o título carioca, contra o poderoso Rexona-Sesc. Sem perder o posto de campeão há 12 anos, o vencedor da última Superliga viu a taça do Estadual escapar de suas mãos pela primeira vez na história, diante do tricolor carioca, por suados e eletrizantes 3 sets a 2.

 

Após defender o Pinheiros na última temporada, Lara chegou ao clube carioca há poucos meses, mas já se sente em casa. “A adaptação está sendo ótima! É tudo bem diferente do que estou acostumada: a filosofia, os treinos, o clube. Mas está tudo correndo bem e eu estou adorando. O grupo ajuda demais a tornar isso mais fácil, pois é bem tranquilo de lidar. Essa mescla com as meninas mais velhas ajuda extremamente”.

 

Sobre a final, a central foi enfática, mas destacou a partida anterior, na fase classificatória, contra a equipe de Bernardinho. “A gente não deixou de acreditar em nenhum momento, mas na terça-feira (27/09), após perder por 3 sets a 0 para elas, vimos que teríamos que dar muito mais de nós, nosso máximo, para sair com uma vitória na final. Quando acabou o jogo eu parecia não acreditar que tudo aquilo estava acontecendo, passam mil coisas na cabeça, a emoção toma conta na hora e só sei que estava muito feliz. Afinal, ganhar de um time tão campeão como o Rio não é nem um pouco fácil”.

 

Eficiente nos ataques, agressiva nos bloqueios e com um saque matador, que inclusive deu o ponto do título ao Flu, Lara analisou sua atuação na finalíssima. “Eu acho que eu fui bem, estava muito confiante. Em uma final dependemos de vários fatores para ir bem e o time inteiro estava redondinho. Então isso ajuda na confiança de todas as jogadoras e, principalmente, na concentração”.

 

Este é o primeiro ano que o Fluminense irá disputar uma Superliga e para a paulistana, a conquista do Estadual tem um grande peso positivo. “Um título como esse nos dá confiança para os próximos desafios e é importante pois coroa este projeto do Fluminense que vem de alguns anos, para finalmente chegar na Superliga principal. Mas também precisamos da consciência que temos um desafio muito difícil pela frente que é o campeonato nacional e esta conquista só nos dá mais motivação para poder representar bem o nosso clube”.

 

Em um ano onde várias jogadoras estão anunciando a aposentadoria da Seleção Brasileira, é inevitável não falar sobre o tema e as pretensões futuras de uma jovem atleta que vem se destacando há algumas temporadas no cenário nacional. Indagada sobre vestir a camisa verde e amarela, Lara mostra os pés no chão, mas não nega o desejo. “Claro que é um sonho estar na seleção, mas sei que tem grandes atletas de alto nível atuando tanto na Superliga, quanto fora do país. Estou sempre trabalhando para evoluir e melhorar e quem sabe um dia realizar esse sonho tão especial”, finalizou.

 

Daniel Rodrigues

 

 




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »