Search
Friday 24 May 2019
  • :
  • :

Gabi fala sobre as dificuldades do Itambé/Minas diante do Dentil/Praia Clube

Gabi marcou 22 pontos e foi eleita a melhor jogadora no jogo. (Foto: Orlando Bento/MTC)

O primeiro jogo da final da Superliga Cimed Feminina foi de arrepiar. Itambé/Minas e Dentil/Praia Clube fizeram um jogo digno de decisão de campeonato. Quando a bola rolou, os 8.450 torcedores presentes no ginásio do Mineirinho deram um show nas arquibancadas e viram o time minastenista levar um susto. Depois de fazer 28/26 e 25/22, o Itambé/Minas cometeu alguns erros e permitiu que o Praia Clube empatasse o jogo, com um duplo 25/17. No tie-break, o ataque minastenista não deu chances para o time de Uberlândia, que nada pode fazer para evitar a derrota, por 15/6.

Com o placar de 3 sets a 2, o Itambé/Minas abriu 1 a 0 na série melhor de três da final da competição nacional. A ponteira Gabi foi o destaque minastenista, com 22 pontos. Além disso, a camisa 10 do time minastenista foi eleita a melhor jogadora em quadra e levou o Troféu Viva Vôlei.

Agora, o Itambé/Minas leva a vantagem para Uberlândia. O segundo jogo será nesta sexta-feira (26/4), às 21h30, no ginásio do Sabiazinho. Em caso se vitória, a equipe da capital mineira conquista o título da Superliga Cimed Feminina. Caso o Praia vença, o terceiro e decisivo duelo volta para Belo Horizonte, já que o Itambé/Minas fez a melhor campanha na fase de classificação. Se preciso for, o terceiro jogo será no dia 3 de maio, no Mineirinho.

Melhor em quadra, a ponteira Gabi avaliou o resultado e disse que o time minastenista sabia das dificuldades que enfrentaria. “Começamos bem, mas tivemos algumas falhas no terceiro e no quarto set. Encontramos inúmeras dificuldades e a gente não conseguiu jogar nosso jogo naturalmente. No quinto set, sem dúvida nenhuma, a torcida nos embalou. Começamos de uma forma diferente, com agressividade, assim como foi no primeiro e segundo set, agredindo o Praia o tempo inteiro. Estou muito feliz de ter conquistado essa partida. A gente sabe que não está com a mão na taça, pelo contrário. O Praia mostrou que não vai entregar o jogo nenhum para a gente. Eles se reergueram na partida de uma forma incrível, nos colocaram em dificuldade o tempo inteiro. Agora, a gente tem quatro ou cinco dias para descansar um pouco, analisar, principalmente, o que a gente cometeu de erros, onde a gente bateu cabeça e vamos corrigir para o jogo lá em Uberlândia, que não será fácil também”, analisou Gabi.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »