Search
Thursday 5 December 2019
  • :
  • :

Juventude do banco salva Itália de susto contra a Tailândia

Crédito: Divulgação/FIVB

Crédito: Divulgação/FIVB

 

Mais uma vez, o técnico italiano, Marco Bonitta, precisou utilizar de suas reservas para conquistar a segunda vitória no Pré-Olímpico Mundial. A Itália começou a partida com as experientes Piccinini e Ortolani no time titular, assim como na estreia das europeias na competição. Porém, a derrota para a Tailândia logo no primeiro set, resultou na entrada das jovens Paola Egonu (17 anos), como oposto, e Miriam Sylla (21), na ponta. Com sangue novo em quadra, somado a entrada da central Danesi no lugar de Chirichella, as representantes do país da bota levaram a melhor, de virada, por 3 sets a 1, com parciais de 17-25, 25-16, 25-17 e 25-16.

 

O grande destaque do confronto foi a jovem Egonu que, mesmo vindo do banco, assinalou 17 pontos (13 em ataques, 3 em bloqueios e 1 em saque). Antonella Del Core também teve atuação ativa e marcou 15 pontos (13 em ataques e 2 em bloqueios). Também vindas do banco, com 11 pontos cada, Sylla (todos em ataques) e Danesi (7 em ataques e 4 em bloqueios) foram fundamentais para a conquista do segundo triunfo italiano. Pelo lado da Tailândia, a maior pontuadora foi a ponteira Ajcharaporn, com 15 pontos (todos em ataques), mas show ficou por conta da levantadora Tomkom Nootsara, que promoveu belos lances, deixando por vezes suas atacantes sem bloqueio, ou somente duelando com uma bloqueadora.

 

Com o resultado desta noite, a Itália soma 6 pontos, enquanto as tailandesas permanecem com 3. Na próxima rodada, as europeias enfrentam a República Dominicana e as asiáticas pegam a Holanda.

 

 

Daniel Rodrigues

 

 




10
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
6 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
JulianoAlineSOARESPauloJunior Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
Aline
Visitante
Aline

ITÁLIA 3×1 TAILÂNDIA, a ITÁLIA perdeu o primeiro set atacando forte,para baixo e se deu mal:não adianta muito lutar contra a excelente defesa tailandesa.a partir do segundo set,quando as italianas começaram a variar mais o ataque e,em vez de brigar com a defesa tailandesa,começaram a explorar mais os dedos do bloqueio tailandês,a ITÁLIA conseguiu sua vitória.Mais uma vez o fator EGONU fez a diferença,ela novamente não começou como titular no set que a ITÁLIA perdeu,porém a partir do segundo set foi EGONU que deu as cartas.

Paulo
Visitante

Por TOMKOM na seleção brasileira eu voto sim…..

^_^
Visitante
^_^

Sylla e Egonu tem muita força. Bateram bastante pra baixo hoje, mas com bloqueio mais alto, não vão poder fazer a mesma coisa que fizeram contra a Tailândia.

Junior
Visitante
Junior

Tb acho isso, uma coisa é jogar contra as baixinhas, mas maravilhosas tailandesas e outra é jogar contra Brasil, Russia, Estados Unidos e Sérvia.

SOARES
Visitante
SOARES

A Egonu jogou no pré-olimpico Europeu contra as gigantes polonesas, belgas e turcas e em todos esses jogos foi a maior pontuadora da Italia. E na estreia elas entraram contra a Coreia (que tem 3 jogadoras acima de 1,90 m) e mesmo ASSIM SE DESTACARAM.
QUERO VE-LAS CONTRA JAPAO E HOLANDA.

Juliano
Visitante
Juliano

A Sylla sim. Mas a Paola Egonu vai por cima de qualquer um. Uma Hooker com saque viagem. Monstrona. Vai dar dor de cabeça p gente daqui uns anos.

SOARES
Visitante
SOARES

Paola Egonu é Fantástica. Por favor Volei Nestlé, contrate essa ponta/oposta espetacular.
A Egonu e a Melissa Vargas (cubana) tem tudo para serem as grandes jogadoras internacionais do próximo ciclo. Vão surgir contratos de 2, 3 ou 4 milhoes para elas.
Egonu 1,90 17 anos
Vargas 1,93 16 anos.

Eduardo
Visitante
Eduardo

Virei fã dessa levantadora tailandesa, jogou demais, botou o bloqueio da Itália no bolso. kkkk

Anônimo
Visitante
Anônimo

Botou a Chirichella pois quando a Danessi entrou marcou bloqueios importantes. Essa nova geração italiana promete, Danessi no meio, Sylla na ponta e Egonu na saída. Aplausos para a Del Core que mais uma vez marcou 15 pontos e além de segurar o passe é muito técnica no ataque. Alessia Orrro efetiva, distribuindo principalmente para Egonu e Sylla que estavam virando. Por questão de restrições de megas de internet, só olhei os lances. Mas todo vez que via a partir do 2* set ou era ponto da Egonu ou da Sylla, com alguns bloqueios da Danessi. Vireo fã dessa nova… Ler mais »

Eduardo
Visitante
Eduardo

Prometem mesmo, concordo. Sylla, na força, ataca igual cubana. Egonu também é muito forte, o negócio é pegar experiência, comete uns errinhos, mas tá de parabéns, tá entrando e rendendo mais do que algumas veteranas. Quanto a Tomkom, pra mim, ainda foi um show a parte, durante todo o jogo deixou muita jogadora de sua equipe sozinha, com bloquei italiano a ver navios. Enfim, todas jogam bem, só quem ganha somos nós assistindo.

Translate »