Search
Wednesday 21 November 2018
  • :
  • :

Libertadores: Sesi-SP perde para UPCN, na Argentina

Equipe da capital paulista venceu contra o Libertad e tropeçou no segundo desafio. (Foto: Divulgação/UPCN)

Fora de casa, na Argentina, o time masculino de vôlei do Sesi-SP encarou nos últimos dias uma sequência de dois jogos pela Copa Libertadores de Vôlei. Após vencerem o Libertad na segunda-feira, em San Juan, por 3 sets a 0 (19/25, 20/25 e 21/25), os meninos da capital paulista foram superados na noite desta terça-feira (6/11), pelo UPCN, por 3 sets a 0 (27/25, 25/19 e 25/19). Com apenas uma vitória o time soma três pontos no grupo B, que ainda conta com o EMS Taubaté Funvic.

Criado para ser um campeonato altamente competitivo, o torneio, uma iniciativa da Associação de Clubes da Liga Argentina de Vôlei (ACLAV) e da Associação de Clubes de Voleibol Brasileira (ACV), e aprovada pela Confederação Sul-Americana de Voleibol (CSV), contará nesta primeira edição com os quatro primeiros clubes ranqueados na última Superliga e os quatro melhores do voleibol argentino. Pelo Brasil participam Sada Cruzeiro, Sesi-SP, Sesc-RJ e EMS Taubaté Funvic, os representantes argentinos confirmados são UPCN, Bolivar, Ciudad Voley e Libertad.

No primeiro confronto pela competição internacional, o oposto Alan Souza foi o maior pontuador da partida com 14 pontos. Nesta terça-feira, foi a vez do ponteiro Lucas Lóh se destacar pelo grupo e também marcar 14 pontos. Mas diferente do primeiro jogo, a partida contra o UPCN foi mais complicada para o time da indústria.

O Sesi-SP entrou em quadra com o levantador William, o oposto Alan Souza, os centrais Éder e Gustavão, os ponteiros Lucas Lóh e Alan Patrick e o líbero Murilo no passe e Pureza na defesa. Após um primeiro set apertado, com as duas equipes disputando de igual para igual cada bola, o grupo comandado pelo técnico Rubinho ficou atrás no detalhe.

Na busca pela melhora da atuação, o técnico mexeu, colocou em quadra a inversão do 5-1 com o oposto Franco e o levantador Evandro. Trouxe o jovem central Barreto no saque e ainda chamou o ponteiro Renato para solucionar o problema na recepção. Mas com o apoio da torcida e mantendo a agressividade, foram os donos da casa que levaram a melhor e garantiram o resultado positivo.

“Tivemos aqui duas partidas de 3 a 0, uma com resultado pró e outra contra. Foram dois jogos de muitas dificuldades, hoje com um pouco mais. Não conseguimos nos adaptar ao alto volume de jogo dos argentinos. Não fizemos um efeito positivo no saque, apesar de termos bloqueado bem no início da partida, eles tiveram o passe na mão, dificultando nossa defesa. Sabíamos que seria difícil e não conseguimos colocar nosso melhor padrão no jogo de hoje”, comentou o técnico Rubinho, que ainda fez um balanço geral do início do torneio.

“O grande objetivo dessa competição é fazer com que as equipes joguem com escolas diferentes. A gente viu nos quatro jogos aqui um volume muito grande dos argentinos, que é uma característica deles, um pouquinho acima da nossa. E esse é o intuito, melhorar e gerar um crescimento em todos os atletas e no grupo, principalmente neste momento da temporada, em que estamos visando nossas competições nacionais”, finalizou.

Agora o time paulista volta a jogar no dia 14 de novembro, contra o EMS Taubaté Funvic, em Taubaté no último jogo da fase de ida do torneio. A fase final acontecerá em fevereiro, com semifinal e decisão em jogo único.

Pela Superliga Cimed 2018/19, o time, que retorna para o Brasil nesta quarta-feira, já volta suas atenções para a terceira rodada da competição nacional com um confronto no sábado, dia 10 de novembro, em Ponta Grossa. A equipe do técnico Rubinho encara o Caramuru, às 20h.

Taubaté vence segundo jogo

Também nesta terça-feira (6), o EMS Taubaté Funvic venceu o Libertad Burgy Voley por 3 sets a 0 (23/25, 22/25 e 25/27) e conquistou a segunda vitória na competição.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »