Search
Monday 23 September 2019
  • :
  • :

Líder da nova geração, Zaytsev vê bronze italiano como início de uma nova era

Divulgação/FIVB

Divulgação/FIVB

Desde a medalha de prata nas Olimpíadas de Atenas em 2004, quando perdeu a final para o Brasil, a seleção masculina da Itália não alcançava um resultado expressivo como este bronze nos Jogos de Londres. Agora, os italianos querem utilizar este resultado para voltar ao domínio do vôlei mundial.

Os recentes fracassos da equipe, como ficar fora tanto do pódio nas Olimpíadas de Pequim, quanto no Campeonato Mundial de 2010 disputado em Roma, ligaram o alerta na equipe e agora mostram um novo caminho sob as ordens de Mauro Berruto. Há um ano e meio no cargo, ele incluiu no plantel um grande número de jovens atletas, que foram fundamentais na vitória por 3 sets a 1 sobre a Bulgária que deu a medalha de bronze para os italianos.

“Nós criamos uma nova equipe. Após o Campeonato Mundial de 2010 tivemos muitas novidades, muitos jogadores novos, mudou a maioria do time, inclusive o técnico. Desde então foram dois anos de trabalho duro e essa medalha de bronze é nossa recompensa”, afirmou o ponteiro Ivan Zaytsev, de 23 anos, 2,02 metros de altura e um dos líderes da nova geração italiana.

“Claro que uma medalha nos Jogos Olímpicos é bom e estar no pódio é fantástico. Para a maioria da nossa equipe, é a primeira medalha olímpica”, acrescentou.

A esperança para o fanático torcedor italiano é que esses novos atletas, como Zaytsev, ajudem o time a voltar para os dias nos quais era considerado “o super time”, que venceu três Campeonatos Mundiais, seis Campeonatos Europeus, duas medalhas de prata nas Olimpíadas e um bronze – entre 1989 e 2004.

Enquanto os italianos não são considerados favoritos para o ouro nas Olimpíadas do Rio em 2016, a prata no Europeu de 2011 e o bronze em Londres 2012 mostram todo o potencial que tem o time de Zaytsev. “É um bom início para uma equipe que almeja chegar no topo do voleibol mundial. Temos crescido bem e podemos nos dar como satisfeitos pelos Jogos que fizemos em Londres”, concluiu Zaytsev.

Foto da capa: Elsa/Getty Image

 




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »