Search
Wednesday 20 November 2019
  • :
  • :

Mariana Cassemiro faz panorama sobre seu primeiro ano na Suíça

Fotos: Arquivo pessoal

De Sete Lagoas para o mundo. Esse é um dos resumos para a carreira da ponteira Mariana Alves Cassemiro, que defende o time suíço Köniz e passou por Minas e Pinheiros. Em entrevista exclusiva ao Melhor do Vôlei, a jogadora falou sobre seu primeiro ano na Suíça e o atual panorama do vôlei brasileiro, além de dar dicas para quem deseja seguir seus passos. Confira a entrevista a seguir:

Melhor do Vôlei- Como você avalia a atual temporada do Köniz?

Mariana Cassemiro – A temporada em Köniz para mim foi relativamente boa. Tínhamos uma boa equipe onde conseguimos chegar a final da Copa Suíça. Infelizmente não conseguimos o objetivo de chegar a também na final do campeonato Suíço, mas alcançamos o terceiro lugar, o que classificou a equipe para o campeonato Europeu do ano que vem…

MDV- Como surgiu a proposta de jogar na Suíça? Qual foi o principal fator para você aceitar o convite?

MC – Eu tinha uma proposta de outra equipe na Europa e um contrato pré-assinado que não se concretizou por problemas burocráticos, ai então foi onde surgiu o convite de Köniz através de um empresário. Minha decisão por jogar na Suíça foi por ser um país muito agradável e também economicamente estável. 

MDV- Qual adaptação foi mais difícil: Tenerife Marichal, Burgos (Espanha), Split (Croácia) ou Erêgli (Turquia)?

MC – Erêgli. Acredito que foi a equipe por onde passei que tive maior dificuldade.

MDV- Você tem vontade de retornar ao Brasil?

MC – Com certeza tenho desejo de voltar a Brasil e jogar numa competição que é considerada uma das mais fortes do mundo e, claro, com a oportunidade de estar perto da família.

Mariana atuou ao lado da brasileira Talita, que irá defender o Maranhão na próxima temporada.

MDV- Como você avalia o atual cenário do vôlei brasileiro? Como seria a Superliga ideal, em sua opinião?

MC – O cenário brasileiro para mim vem a cada ano melhorando muito seu nível técnico. Acredito que boa parte dessa melhora é devido ao retorno das melhores jogadoras brasileiras ao cenário nacional e também algumas excelentes jogadoras estrangeiras sendo contratadas, dando ainda mais um equilíbrio a competição. Para mim a Superliga ideal seria com mais incentivo por parte das empresas e patrocinadores fazendo com que surgissem mais equipes e novos projetos. 

MDV- Qual seria a escalação da melhor seleção brasileira de todos os tempos?

MC – Levantadora : Fernanda Venturini; Oposta: Sheila; Ponta: Ana Moser e Virna; Central: Fabiana e Thaisa; Libero: Fabi.

MDV- Quais dicas você dá para as meninas que estão começando no vôlei agora, especialmente aquelas que atuam na ponta?

MC- Minhas dicas seriam treinar muito, aproveitando ao máximo a qualidade de treinamentos de fundamentos que temos no Brasil nas equipes de base. E se quiser ser uma boa ponteira tem realizar bem em todos os fundamentos.

 




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »