Search
Wednesday 20 November 2019
  • :
  • :

Mundial: Seleção Brasileira tenta reunir forças para lutar pelo bronze

FIVB/divulgação

Terceiro lugar é posição que o Brasil nunca conquistou,em mundiais de vôlei

Se o Brasil veio em busca da primeira medalha de ouro em mundiais femininos, poderá sair da Itália com uma medalha inédita para o vôlei brasileiro, embora de outro cor. Em quatro oportunidades a Seleção Brasileira decidiu o terceiro lugar e perdeu – no masculino, nos mundiais de 1986, 1990 e 1998, e, no feminino, no de 1998. A história, em que pese o contragosto de uma derrota semifinal, pode ganhar novo verniz para o voleibol nacional.

“É pensar que amanhã tem jogo importante e a gente quer sair com uma medalha daqui”, resumiu Jaqueline.

Se o favoritismo que a Seleção Brasileira carregava no mundial é um fator que tende a atrapalhar o time na luta pela terceira posição, outro fato, no entanto, é o próprio peso da derrota contra os EUA. O jogo semifinal teve erros de arbitragem, uma virada norte-americana no segundo set e mau rendimento brasileiro no primeiro e no terceiro sets.

“Estou chateada, ainda estou com o jogo (semifinal) na cabeça, mas é chegar no quarto, acalmar e vir amanhã para outro jogo”, avaliou a capitã da Seleção, a central Fabiana.

Para o técnico Zé Roberto, a vitória no domingo vai coroar a boa campanha da Seleção Brasileira, que obteve, neste mundial, 11 vitórias em 12 jogos.

“Isso faz parte da vida, perder ou ganhar. Você tem que se render ao mérito do adversário. Perdemos um jogo e podemos ganhar o bronze; os EUA podem ser campeões, com duas derrotas,” lamentou o treinador.

Seja qual for o adversário do Brasil no domingo, será uma disputa entre times que não têm a medalha de bronze no currículo. A Itália foi quarta colocada, em 2006, e a China, em 2002.

 




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »