Search
Thursday 25 April 2019
  • :
  • :

Na Bósnia, Bruna Neri e Leticia Bonardi compartilham experiência e crescimento

Bruna e Leticia durante folga da equipe. (Foto: Arquivo pessoal)

Aceitar o desafio de jogar em outro continente é uma grande oportunidade para a carreira de um atleta, mas deixar família, amigos e passar a viver uma cultura totalmente diferente tornam-se alguns dos principais desafios. Para a oposto Leticia Bonardi, contar com a parceria da ponteira Bruna Neri foi de grande importância para a adaptação na Bósnia e Herzegovina.

A dupla de brasileiras chegou ao Zok Gacko nesta temporada com o objetivo de fazer bonito na liga. O time ocupa o terceiro lugar na tabela de classificação e, neste sábado (26), acontece o primeiro desafio do ano, diante do Banjaluka.

Esta é a primeira vez que as duas jogam juntas e no exterior. Leticia estava no BRB/Brasília Vôlei, enquanto Bruna defendia a equipe de Osasco. “Por mais que o time e as demais jogadoras nos ajudem muito, ter a companhia de alguém do nosso país e que fale a nossa língua é gratificante. Somos vizinhas e fazemos praticamente tudo juntas”, disse Leticia.

Leticia (#10) e Bruna (5#) com o elenco na disputa da Challenge Cup. (Foto: CEV)

Além da amizade, Bruna comemora a chance de dividir as responsabilidades dentro de quadra com Leticia. “Nós nos demos bem desde o início, o que facilitou a nossa adaptação. Sabemos da cobrança que existe por sermos estrangeiras, mas estamos sempre dando o nosso melhor e procuramos nos ajudar sempre, tanto nos treinos quando nos jogos”, acrescentou a ponteira.

 

O jogo deste final de semana será a oportunidade de devolver a derrota sofrida no primeiro turno. “Seguimos focadas e em busca de um bom resultado. Tenho a certeza de que todo o time se esforçará bastante em busca da vitória”, finalizou Leticia.

Pelo Zok Gacko, elas também disputaram a Challenge Cup, competição continental organizada pela Confederação Europeia de Vôlei (CEV). Na fase eliminatória, Leticia e Bruna enfrentaram o Hapoel Kfar Saba e encontraram a levantadora Marcelinha e a central Dani Suco. No duelo entre as brasileiras, o clube de Israel fez valer a maior experiência e avançou.

 

 




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »