Search
Sunday 8 December 2019
  • :
  • :

Perto de fechar o ano na liderança, Courtney Thompson se declara: “amo fazer parte deste time”

Crédito: Marcio Rodrigues/MPIX

Crédito: Marcio Rodrigues/MPIX

 

Terça-feira, contra o Renata Valinhos/Country, fora de casa, o Rexona-AdeS tentará encerrar 2015 na ponta da Superliga feminina de Vôlei. A partida é válida pela primeira rodada do returno – ou 12ª jornada do campeonato – e começa às 19h30, pelo horário de Brasília. É um duelo de opostos, do melhor time do Brasil no momento contra o vice-lanterna da competição nacional.

 

Numa competição com tantas oscilações do Vôlei Nestlé, com tamanha irregularidade do Sesi e com o vôlei mineiro mostrando força, a campanha do Rexona-AdeS tem sobressaído. Com o fim do turno – ou, se preferir, dos jogos de ida da fase classificatória – as líderes do certame venceram dez das 11 partidas disputadas e só perderam quatro dos 33 pontos possíveis.

 

“Nosso primeiro turno foi empolgante. Como eu já esperava, todos os times no Brasil são muito fortes, então somos desafiadas em todos os jogos. Nós estamos felizes por ocupar o primeiro lugar, mas o mais importante é que sabemos que temos muito a melhorar”, afirma a norte-americana Courtney Thompson.

 

Jogadora da seleção vice-campeã olímpica e campeã mundial, Thompson, de 31 anos e 1,70m, é estreante na Superliga. A levantadora se diz motivada para a sequência da competição e afirma estar gostando de integrar o elenco do Rexona-AdeS.

 

“Me sinto muito empolgada para continuar trabalhando todos os dias, querendo sempre mais.  Eu amo fazer parte deste time e estou com boas expectativas para o segundo turno”, diz a jogadora.

 




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »