Search
Wednesday 11 December 2019
  • :
  • :

Rio 2016: Brasileiras entram em quadra nesta terça, em busca de uma final verde e amarela no vôlei de praia

Crédito: Inovafoto/CBV

Crédito: Inovafoto/CBV

 

Larissa e Talita continuam a busca pelo ouro olímpico nesta terça-feira (16/08), às 16h, quando enfrentam as alemãs Laura Ludwig e Kira Walkenhorst na semifinal dos Jogos do Rio de Janeiro, na Arena de Vôlei de Praia, em Copacabana.

 

As brasileiras já se garantiram na brigar por medalha na Rio 2016 após avançarem em primeiro lugar no grupo A e passarem pelas oitavas e quartas de final. As rivais têm campanha muito semelhante e ainda não perderam nenhum set na competição, com as mesmas cinco vitórias. Laura e Kira conseguiram a classificação pelo ranking olímpico, onde ficaram em quarto lugar.

 

Pela primeira vez no torneio, Larissa e Talita enfrentarão um retrospecto desfavorável no confronto histórico: em quatro duelos, uma vitória contra o time alemão. O triunfo, contudo, valeu o título do World Tour Finals, em 2015, nos Estados Unidos.

 

“Nosso time possui uma cumplicidade, foi assim que saímos de situações difíceis até hoje. E é assim que vamos buscar a vitória em mais uma das sete ‘finais’ que estabelecemos. Vamos jogar com alegria, com amor, felizes. O time alemão é forte, mas vamos estudar e nos preparar da melhor maneira possível”, disse Larissa.

 

As alemãs são as atuais líderes do Circuito Mundial 2016 e venceram cinco eventos no ano. Com mais de mil pontos de vantagem, não podem mais ser alcançadas e serão declaradas campeãs pela Federação Internacional após a última etapa do ano, prevista para o final de agosto, em Long Beach, nos Estados Unidos.

 

A dupla vencedora encara na decisão dos Jogos do Rio de Janeiro uma equipe brasileira ou norte-americana. Ágatha e Bárbara Seixas, campeãs mundiais, encaram na outra semifinal a tricampeã olímpica Kerri Walsh e sua parceira, também medalhista olímpica (prata em Londres-2012), April Ross. A partida também ocorre nesta terça-feira (16/08), às 23h59, na Arena de Vôlei de Praia, em Copacabana. Vale vaga na decisão e a possibilidade de encerrar uma invencibilidade histórica.

 

As brasileiras campeãs mundiais buscam impor a primeira derrota de Kerri Walsh, tricampeã, nos Jogos Olímpicos. Desde Atenas, em 2004, são 26 partidas e 26 vitórias, sendo 21 delas conquistadas com sua antiga parceira, a também tricampeã olímpica Misty May-Treanor.

 

Ágatha e Bárbara já superaram as norte-americanas no Circuito Mundial. Em 2014, venceram Walsh e Ross nas quartas de final do Grand Slam da China, em Shangai, por 2 sets a 0. São quatro duelos entre as duas duplas, três vitórias do time norte-americano e um das brasileiras.

 

“É um grande jogo, estamos preparadas, estudando e vamos dar nosso máximo. Walsh é uma jogadora que dispensa comentários, temos muito respeito por tudo que ela fez pelo esporte, mas vamos com tudo, queremos mais um passo em busca do nosso sonho”, disse Ágatha.

 

Ágatha e Bárbara estão juntas desde o final de 2011 e chegam à semifinal com campanha de quatro vitórias e uma derrota, ainda na fase de grupos. As norte-americanas, atuando juntas desde 2013, possuem cinco vitórias na Rio 2016, terminando na liderança do grupo C.

 

Um dos grandes momentos, que colocou a participação de Walsh nos Jogos em risco, também ocorreu justamente em partida contra Ágatha e Bárbara. Em julho de 2015, no meio da corrida olímpica, a norte-americana deslocou o ombro direito e precisou passar por cirurgia, mas conseguiu se recuperar para se classificar ao torneio.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »