Search
Thursday 17 August 2017
  • :
  • :

Seleção Brasileira Sub-20 se prepara para o desafio mais importante do ano

Crédito: Divulgação/CBV

 

A Seleção Brasileira Sub-20 Feminina de Vôlei está direto no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV) em preparação para o Campeonato Mundial da categoria, que será disputado entre os dias 14 e 23 de julho, no México. Por enquanto, trabalho intenso sob o comando do técnico Hairton Cabral.

 

Na fase de preparação, a seleção do Brasil já fez dois amistosos contra uma universidade americana, no próprio CDV, nos dias 11 e 12 de maio, e sofreu dois resultados negativos, um por 3 a 0 e outro por 3 a 2.

 

Outros amistosos já estão programados para os dias 6 a 10 de julho, também no Centro, em Saquarema, contra a seleção da China. O treinador acredita que este seja um reforço a mais para a equipe verde e amarela.

 

“Amistosos são sempre muito importantes. Esse é um time que tem muitos talentos, jogadoras com grande potencial, mas ainda um pouco carente nessa questão de jogo. Estamos terminando o período básico de treinamento, aprimorando alguns pontos e fortalecendo a parte física”, comentou Hairton Cabral.

 

As semanas de treinamento no Centro de Desenvolvimento de Voleibol estão sendo aproveitadas da melhor forma possível pelo treinador.

 

“Agora temos um período de duas semanas que estamos dedicando aos treinos e ainda vamos tentar fazer mais alguns amistosos. Essa equipe está me agradando bastante, é um grupo que vem me surpreendendo a cada treino”, afirmou o técnico da seleção sub-20.

 

Outro ponto positivo destacado por Hairton Cabral é a dedicação das atletas. “Todas são extremamente dedicadas. Chegam mais cedo ao treino e depois fazem trabalhos extras, específico de algum fundamento que seja necessário. Isso é sempre muito bom para qualquer treinador”, disse Cabral.

 

A preparação para o Mundial tem que ser intensa, já que o que se espera é uma competição bem equilibrada. “O Campeonato Mundial é sempre muito forte e estamos nos preparando para chegarmos bem e conseguirmos manter esse status vencedor do voleibol brasileiro”, concluiu Hairton Cabral.

 

Confira as atletas que estão treinando com a equipe:

Levantadoras:

Jackeline Moreno Figueiredo dos Santos
Amanda Rodrigues Sehn
Vivian Jorge Lima

 

Líberos:

Luana Rezende Souza de Almeida
Nyeme Victória Alexandre Costa

 

Centrais:

Diana Duarte Alecrim
Yvea Bastos Gomes dos Santos
Lorena Giovana Viezel
Karyna Malachias

 

Ponteiras e Opostos:

Beatriz Flávio de Carvalho
Glayce Kelly Tobias Vasconcelos
Karina Barbosa de Souza
Kimberly Lacerda Gomes de Brito
Pietra Zanchetta Jukoski da Silva
Júlia Araújo de Almeida Holanda Moura
Júlia Isabelle Bergmann
Tainara Santos

 

9




Deixe um comentário

16 Comentários em "Seleção Brasileira Sub-20 se prepara para o desafio mais importante do ano"

Auto Notificar:
avatar
Ordenar por:   o mais novo | mais velho | mais votado
Stênio
Visitante

Podiam colocar os dados das jogadoras… tipo altura de cada…
Parece que tem umas jogadoras altas!!!!

csbn
Visitante

Entra no site da CBV. Lá tem a seleção e realmente tem varias jogadoras com 1,90m e mais .

Stênio
Visitante

Nossa… finalmente postaram no site da CBV. Faz tempo que vejo no site e estava “página em construção”.
Valeu!!!

Stênio
Visitante

Caraca!!! Pesquisei no Google as centrais:
Diana Duarte Alecrim – 1,94m
Yvea Bastos Gomes dos Santos – 1,96m
Lorena Giovana Viezel – 1,90m
Karyna Malachias – 1,94m

lletaif
Visitante

Poderiam testar algumas jogadoras com mais de 1,90m nas posições de oposta e ponteira. O Brasil têm carência de jogadoras altas nessas posições também. Aqui, quem tem 1,90 para cima vai logo jogar como central.

Renato
Visitante

Só os entendo da Csv não vêem isso

Renato
Visitante

Aí q tá o problema so as jogadoras de meio são altas as ponteiras geralmente são baixas,na base tem q direcionar jogadoras altas pra jogar nas pontas

Stênio
Visitante

Levantadoras
Jackeline Moreno Figueiredo dos Santos – 1,74m
Amanda Rodrigues Sehn – 1,80m
Vivian Jorge Lima – 1,81m

Max
Visitante

A ZHU TING pode ser acionada por Lang Ping para este 3º Mundial da categoria Sul -23.

Vang
Visitante

Ferrou

Ezz
Visitante

Essas deveriam já ser testada na seleção principal. Isso sim seria renovação. Érika aos 17 anos já estava voando pela seleção.

Paulo Dantas
Visitante

Só que a Érika, quando surgiu, tinha uma força incomum. Antes de ser campeã mundial infanto juvenil em 1997, vi a seleção brasileira jogar alguns amistosos. Era algo espantoso para uma menina naquela idade. Depois, teve que fazer aquela reposição hormonal exigida pela FIBV, nunca mais teve a mesma força.

Bruno
Visitante

Mas nesta seleção aí tem tb ponteiras de 1,90 ….

Stênio
Visitante

Verdade.
Se eu não me engano a Fabiana começou na seleção principal aos 19 anos. Thaisa estava na Olimpíada de Pequim também nesta faixa de idade!!!

Henrique Lares
Visitante

Essa geração é alta e talentosa, precisam ser lapidadas, as melhores são as 2 centrais Diana de 1,94 e Lorena 1,90, a ponteira Pietra é filha do ex jogador Paulão, também tem talento, tem uma oposta canhota, chamada LORRAYNA, 1,87 cm MVP do campeonato sul-americano 2017 da categoria, não sei pq não foi convocada. O site saberia responder ?

Henrique Lares
Visitante

Acrescentando, a ponteira Julia Bergmann tem 1,90, 16 anos, é da seleção infanto, promissora, a central Karina Malachias de 1,93 e a líbero Luana que é do Praia Clube, também são destaques dessa geração.

wpDiscuz
Translate »