Search
Monday 18 November 2019
  • :
  • :

Superliga B: Salsa leva experiência ao São José dos Campos

Central de 36 anos vai jogar a competição pela primeira vez e demonstra total motivação para ajudar a nova equipe. (Salsa já em ação pelo time. (Foto: Caroline Delgado | JF Vôlei)

A edição 2019 da Superliga B começa nesta semana, com a versão feminina, e o São José Vôlei (SP), um dos times participantes da competição masculina, estreia no dia 26, contra o Apan/Blumenau (SC). No elenco, vários jovens e um experiente funcionando como líder dentro de quadra. O central Thiago Rey, o Salsa, de 36 anos, chega para reforçar a equipe que busca uma vaga na elite do voleibol brasileiro.

Depois de passar por clubes como Montes Claros Vôlei (MG), Canoas (RS), Santander (SP), Lupo/Náutico (SP), entre outros, e ter defendido o Vôlei Renata (SP) na temporada passada, o central chega motivado para representar o São José Vôlei, equipe que defendeu na transição de juvenil para a categoria adulto.

“Na verdade, estava negociando para ir para fora e as propostas que recebi acabaram não dando certo, o mercado foi fechando e no começo de dezembro o pessoal de São José, com quem tenho um relacionamento muito bom depois de três anos aqui, me procurou. O fato de já conhecer a estrutura e as pessoas e isso facilitou e isso me empolgou”, contou Salsa.

A experiência de 10 edições de Superliga deu ao jogador uma bagagem que ele acredita que será útil neste momento. “Acho que a experiência nos faz enxergar o jogo de outras maneiras. Isso pode ajudar bastante nas horas decisivas”, destacou Salsa.

O central está animado e especialmente motivado para uma nova experiência em sua carreira. Salsa espera poder ajudar o São José Vôlei a fazer uma boa campanha na divisão de acesso e, quem sabe, conseguir a classificação para a Superliga Cimed 19/20.

“A motivação de ver como funciona a Superliga B é grande. Foi uma bela decisão a de vir para cá. Vir para uma equipe que é formada por garotos acaba empolgando. Estou muito animado buscar uma final e ajudar o time a voltar a disputar uma Superliga A. Saber que posso ajudar e ser espelho para essa garotada que está querendo mostrar seu valor também é muito bacana”, concluiu o jogador.

Salsa terá outros atletas mais experientes para ajudar nessa missão de comandar os jovens atletas. O oposto Edinho e o ponteiro Renato Hermely também já passaram pela Superliga Cimed e têm bastante a colaborar no desenvolvimento do São José Vôlei.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »