Search
Saturday 21 October 2017
  • :
  • :

Superliga começará com presença de 14 estrangeiros

Nicole Fawcett em ação durante amistoso
(Divulgação/Dentil/Praia Clube)

A Superliga 17/18 promete grandes jogos e muita emoção para os apaixonados por voleibol. Mais uma vez, a competição contará com a presença de estrelas do vôlei mundial. Além de 25 dos 28 selecionáveis da última convocação das seleções brasileiras adultas em 2017, a competição contará até o momento com 14 estrangeiros. Entre as novidades nomes conhecidos dos torcedores como o central argentino Sebastian Solé, no EMS Taubaté Funvic (SP), e a oposta norte-americana Nicole Fawcett, no Dentil/Praia Clube (MG).

Além desses jogadores, as equipes se reforçaram com outros nomes de peso. No masculino, o Sada Cruzeiro (MG) contratou o levantador Nicolas Uriarte, com passagens pela seleção da Argentina, e renovou com o central cubano Robertlandy Simón. O EMS Taubaté Funvic (SP) trouxe também o ponteiro sérvio Marko Ivovic, titular da sua seleção. O Vôlei Renata (SP) assinou com o líbero argentino Facundo Santucci e o Montes Claros Vôlei (MG) com o central cubano Isbel Mesa. Já o JF Vôlei (MG) tem no seu elenco o líbero argentino Juan Manuel Mendez, filho do técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez. Já o Minas Tênis Clube manteve no elenco o oposto cubano Yordan Bisset.

O central argentino Solé comentou sobre a expectativa para a disputa da sua primeira Superliga e falou do alto nível do voleibol brasileiro.

“Meu principal objetivo é vencer. Venho de uma equipe forte (Trentino, Itália) onde a mentalidade era ganhar os campeonatos e escolhi o EMS Taubaté Funvic porque tanto os jogadores e a comissão técnica também buscam os títulos dos campeonatos. Espero seguir crescendo e ajudar a equipe a fazer boas partidas”, afirmou Solé, que ainda falou sobre o seu momento de adaptação.

“Gostei muito da cidade e estou me adaptando aos poucos. Aqui em Taubaté se trabalha bastante e isso é positivo”, garantiu Solé.

No feminino, o Vôlei Nestlé (SP) anunciou a contratação da central sérvia Nadja Ninkovic. O Vôlei Bauru (SP) trouxe a líbero da seleção porto-riquenha, Shara Venegas. A azeri Yohana Palacio Mahmudova só tem acordo para o paulista e as partes ainda não se acertaram para o restante da temporada. Já o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) contratou a central argentina Mimi Sosa e a outra estrangeira do clube, a cubana Anet Barbara, ainda aguarda regularização. O Camponesa/Minas (MG) renovou com a oposto norte-americana Destinee Hooker, destaque da temporada passada.

Um dos nomes fortes do Dentil/Praia Clube, a oposto norte-americana Nicole Fawcett, campeã mundial com Estados Unidos em 2014, falou sobre o novo momento na carreira.

“Tenho expectativas altas para o nosso time nessa temporada porque temos um grupo bastante talentoso. Não vejo a hora de começar a disputar a Superliga. Acredito que temos a oportunidade de alcançar bons resultados em todos os campeonatos”, disse Nicole Fawcett.

A Superliga 17/18 ainda terá a presença de quatro técnicos estrangeiros. Os argentinos Marcelo Mendez e Horácio Dileo seguem no comando, respectivamente, do Sada Cruzeiro (MG) e do Vôlei Renata (SP). Já o EMS Taubaté Funvic (SP) será dirigido pelo argentino Daniel Castellani. No feminino, o Camponesa/Minas estará sob a liderança do italiano Stefano Lavarini.

A Superliga masculina terá início no dia 14 de outubro, com seis jogos, enquanto a edição feminina terá sua primeira rodada realizada no dia seguinte, com o confronto entre Fluminense (RJ) e BRB/Brasília Vôlei (DF), com transmissão da RedeTV e do SporTV.

Estrangeiros confirmados até o momento:

Superliga masculina:

Sada Cruzeiro – Robertlandy Simón (Cuba) e Nicolas Uriarte (Argentina)
EMS Taubaté Funvic – Sebastian Solé (Argentina) eMarko Ivovic (Sérvia), além do treinador Daniel Castellani (Argentina)
Vôlei Renata – Facundo Santucci (Argentina), além do treinador Horácio Dileo (Argentina)
Montes Claros Vôlei – Isbel Mesa (Cuba) e Lisandro Zannotti (Argentina)
Minas Tênis Clube – Yordan Bisset (Cuba)
JF Vôlei – Juan Manuel Mendez (Argentina)

Superliga feminina:

Vôlei Nestlé – Nadja Ninkovic (Sérvia)
Dentil/Praia Clube – Nicole Fawcett (Estados Unidos)
Camponesa/Minas – Destinee Hooker (Estados Unidos), além do treinador Stefano Lavarini (Itália)
Vôlei Bauru – Shara Venegas (Porto Rico)
São Cristóvão Saúde/São Caetano – Mimi Sosa (Argentina)

8




Deixe um comentário

12 Comentários em "Superliga começará com presença de 14 estrangeiros"

Auto Notificar:
avatar
Ordenar por:   o mais novo | mais velho | mais votado
TITANIC 100 ANOS
Visitante

SAUDADES DA MINHA ESTRAGEIRA PREFERIDA: DAYMI RAMIREZ

TITANIC 100 ANOS
Visitante

CORRE A BOCA PEQUENA QUE A DIVA RÉGIS VAI PINTAR NO OSASCO COMO A GRANDE CONTRATAÇÃO EM OSASCO PRA COMPETIR COM A MARI PARAÍBA

Rafaela Gomes
Visitante

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

TITANIC 100 ANOS
Visitante

É VERDADE RAFAELA É COMO DIZ O CHAVES :POIS É, POIS É, POIS É….

TITANIC 100 ANOS
Visitante

ALIÁS,É COMO DIZ A CHIQUINHA DO SERIADO CHAVES: POIS É, POIS É, POIS É

fcc
Visitante

Queria ver mais cubana nesta superliga. Santos, Calderon e Carrillo seriam boas opções.

Cubanas 2017
Visitante

As cubanas são ótimas. O BRA deveria contrata-las ao máximo. Elas,agora, gostam da gente. Mireya já falou que as meninas podem vir para aqui. Todos os clubs poderiam ter cubanas. Existem atletas de tdos os preços,ou seja,elas não são CARAS.Exceção daquelas que defenderam a seleção Campeã no Pan Americano do Brasil e rodadas em clubs pelo mundo. Sim,são briguentas e gostam de um bate boca. Mas em quadra, elas soltam a porrada nas bolas e sacam viagem. Que os clubs contratem as cubanas para detonarem!!!

ÜBERMINEIRO
Visitante

O JF Vôlei tem ainda o oposto da Seleção venezuelana Emerson Rodriguez que inclusive já jogou no Mineiro e foi um dos responsáveis por tirar a Argentina da final do Sul americano.

ÜBERMINEIRO
Visitante

O Marcelo Mendez se naturalizou brasileiro ? aff

Camila
Visitante

Será que os patrocinadores que a mesma tirou sarro bancariam sua contratação, so se forem louco, essa jogadora acomodada nao acrescentaria nada ao time de osasco.

Jeff
Visitante

A libero do Bauro Shara Venegas é MUITO boa, ninguém sentira falta da prepotente domenicana que se acha a ultima coca cola do deserto, e que já foi afastada da seleção por indiciplina.
Marko Ivovic talvez estreie no segundo jogo da final do Paulista, pois está se recuperando de contusao, é a maior contratação do masculino depois do Simon. O Sole é MUITO bom atacante, vai pontuar muito, mas no block é somente razoavel. E o que dizer das opostas americanas nos times mineiros? Essa superliga promete ser uma das melhores de todos os tempos

mumú13
Visitante

Não deviam ter deixado ir embora do Brasil a cubana Daymi Ramirez. E não apenas por ela ser uma excelente jogadora, mas pelo que costumava “aprontar” em quadra. Uma atração à parte com seu fervoroso sangue cubano saindo pelos olhos acada ponto. Ainda bem que o Sada/Cruzeiro segurou os dois cubanos, Simon e Leal, para alegria de quem gosta de ver um jogo de vôlei bem disputado.Saravá!.

wpDiscuz
Translate »