Search
Thursday 18 July 2019
  • :
  • :

Superliga Feminina: Sesi Vôlei Bauru enfrenta o Fluminense, sem pensar ainda nos playoffs

Anderson: “Temos de pensar primeiro no Fluminense” (Foto: Marcelo Ferrazoli/Assessoria Sesi Vôlei Bauru)

 

O Sesi Vôlei Bauru enfrenta o Fluminense nesta sexta-feira (15), às 21h30, no ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP), pela décima-primeira e última rodada do returno da Superliga 2018/2019.

 

O duelo diante das cariocas é de grande importância para o Sesi Vôlei Bauru, pois pode não só fazer a equipe chegar à sexta vitória consecutiva – as anteriores foram diante do Curitiba Vôlei, BRB/Brasília Vôlei, São Cristóvão Saúde/São Caetano, Vôlei Balneário Camboriú e Pinheiros – como também definirá a posição de classificação e o adversário do time nas quartas de final da competição.

 

Ocupando atualmente a sexta colocação com 36 pontos e campanha de 13 vitórias e oito derrotas, o Sesi Vôlei Bauru pode terminar a fase classificatória, no máximo, na quinta posição. Para isso, dependerá de “tropeço” do Osasco/Audax, que joga em casa diante do BRB/Brasília Vôlei.

 

Sendo assim, a equipe bauruense enfrentará nas quartas de final ou o terceiro colocado – caso terminar em sexto – ou o quarto – se terminar em quinto –, hipóteses que colocam no caminho do Sesi Vôlei Bauru como possíveis rivais da próxima fase o Sesc RJ, Hinode/Barueri e o Osasco/Audax.

 

O regulamento das quartas de final da Superliga 2018/2019 prevê a disputa de séries de três jogos com os seguintes cruzamentos oriundos da fase classificatória: 1º x 8º, 2º x 7º, 3º x 6º e 4º x 5º. Os times com melhor campanha terão o direito de disputar em seus domínios duas das três partidas dos playoffs.

 

“Independentemente do adversário que teremos pela frente nas quartas de final, temos de pensar primeiro no Fluminense e, principalmente, em fazermos um bom jogo contra elas. Conseguimos uma boa sequência de resultados nas últimas rodadas e agora, mais importante do que mantê-la, será termos um bom desempenho para chegarmos bem aos playoffs”, analisa o técnico do Sesi Vôlei Bauru, Anderson Rodrigues.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »