Search
Saturday 16 November 2019
  • :
  • :

Superliga Feminina: Veja os destaques por fundamento, segundo as estatísticas da CBV

Crédito: Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

 

Na última sexta-feira (03/02), foi finalizada a quarta rodada do segundo turno da Superliga Feminina. Após quinze rodadas realizadas, todas as equipes já tem quinze partidas disputadas, com exceção de Rexona, Rio do Sul, Brasília e Sesi-SP, com dezesseis, além de Dentil/Praia, com dezessete. As comandadas de Bernardinho são as líderes da competição. Confira as melhores atletas, por fundamento, segundo os números da Confederação Brasileira de Vôlei:

 

Maiores Pontuadoras:

1ª – Rosamaria Montibeller (Camponesa Minas) – com 254 pontos

2ª – Lorenne Teixeira (Sesi-SP) – com 249 pontos

3ª – Natiele Gonçalves (Rio do Sul) – com 235pontos

4ª – Bárbara Bruch (Pinheiros) – com 222 pontos

5ª – Vivian Pellegrino (Brasília Vôlei) – com 210 pontos

 

Melhores Atacantes:

1ª – Tandara Caixeta (Vôlei Nestlé) – com 30,19% de eficiência

2ª – Ana Paula Borgo (Vôlei Nestlé) – com 28,39 de eficiência

3ª – Edinara Brancher (São Cristóvão Saúde/São Caetano) – com 27,18% de eficiência

4ª – Monique Pavão (Rexona-Sesc) – com 26,80% de eficiência

5ª – Thais Souza (Genter Vôlei Bauru) – com 26,37% de eficiência

 

Melhores Bloqueadoras:

1ª – Mara Leão (Camponesa Minas) – com 42,59% de sucesso

2ª – Fernanda Tomé (São Cristóvão Saúde/São Caetano) – com 38,57% de sucesso

3ª – Roberta Silva (Brasília Vôlei) – com 37,60% de sucesso

4ª – Bárbara Bruch (Pinheiros) – com 37,33% de sucesso

5ª – Vivian Pellegrino (Brasília Vôlei) – com 37,06% de sucesso

 

Melhores Sacadoras:

1ª – Aline Santos (Rio do Sul) – com 9,63% de sucesso

2ª – Vivian Pellegrino (Brasília Vôlei) – com 9,43% de sucesso

3ª – Carol Silva (Rexona-Sesc) – com 9,26% de sucesso

4ª – Anne Buijs (Rexona-Sesc) – com 9,15% de sucesso

5ª – Juliana Costa (Fluminense) – com 8,74% de sucesso

 

Melhores Levantadoras:

1ª – Macris Carneiro (Brasília) – com 33,14% de eficiência

2ª – Carol Leite (Rio do Sul) – com 31,26% de eficiência

3ª – Claudinha Bueno (Dentil/Praia) – com 30,79% de eficiência

4ª – Ananda Marinho (Pinheiros) – com 24,78% de eficiência

5ª – Roberta Ratzke (Rexona-Sesc) – com 22,08% de eficiência

 

Melhores Defensoras:

1ª – Brenda Castillo (Genter Bauru) – com 56,55% de eficiência

2ª – Tássia Silva (Dentil/Praia) – com 44,76% de eficiência

3ª – Camila Brait (Vôlei Nestlé) – com 42,12% de eficiência

4ª – Léia Henrique (Camponesa Minas) – com 37,15% de eficiência

5ª – Fabi Alvim (Rexona-Sesc) – com 32,94% de eficiência

 

Melhores Passadoras:

1ª – Tássia Silva (Dentil/Praia) – com 51,64% de eficiência

2ª – Tatiana Rizzo (Rio do Sul) – com 51,21% de eficiência

3ª – Léia Henrique (Camponesa Minas)– com 51,09% de eficiência

4ª – Camila Brait (Vôlei Nestlé) – com 51,03% de eficiência

5ª – Vanessa Janke (Pinheiros) – com 49,66% de eficiência




15
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
11 Thread replies
1 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
Rodolpho FrancisJessEmmanuelPaulo RobertoRodolpho Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
Paulo Roberto
Visitante
Paulo Roberto

Se tivesse o item melhor conjunto o REXONA / SESC estaria em 1º, neste item ninguém consegue superar o Bernardinho, ele sabe montar um time, extrair o melhor de cada jogadora..

Emmanuel
Visitante
Emmanuel

Sem dúvida, Paulo.
Acho que se tivesse sido o Bernanrdinho o técnico da seleção feminina não teríamos perdido para as chinesas.
Ele não se iludiria pelo nome da Dani LIns, Tandara (visivelmente fora de forma) e nem da Fernanda Garai, que ficou devendo muito naquela final.
Ele certamente teria dado chance a Macris e deixaria a Gabi jogando, ao invés de coloca-la em quadra só para sacar, que foi o que o José Roberto fez.

Paulo Roberto
Visitante
Paulo Roberto

Eu acho na verdade que faltou a FABI, ela ainda poderia ter disputado esta olimpíada, a garra que ela transmite em quadra é inigualável, além de não ter bola perdida. O José Roberto não confiava nas demais líberos, tanto que pediu para Sassá trocar de posição para ter mais uma opção, mas também não funcionou, e queimou a Brait que não estava bem.

pikachu
Visitante

Destaque para a Vivian Pelegrino

Moisés
Visitante
Moisés

Brait superando Leia e – PASMEM – Tássia superando TODAS!

Vôlei Top
Visitante
Vôlei Top

Não se pode confiar nas estatísticas kkkk

Emmanuel
Visitante
Emmanuel

Quase, Moisés. Realmente, a Tássia está muito bem, mas a ´´Rainha´´ ainda é a melhor líbero do MUNDO!

AmoVolei
Visitante
AmoVolei

Cadê a levantadora da seleção brasileira Dani Lins??????????
Macris já na seleção!!!!!

Não engoli a derrota pras Ching Lings
Visitante
Não engoli a derrota pras Ching Lings

Pobre Osasco, é o único time que pode derrubar o Rexona, mas com Pani Lins, GUabiru e Ruimzomar, o Osasco que tem vencer o Rio e a SI MESMO.

Rodolpho
Visitante
Rodolpho

So vence o Rio sem as suas titulares. Do que adianta ganhar do campeao e perder para o Minas com Naiane, Rosa, Daroit e Mara? Kkkk

Não engoli a derrota pras Ching Lings
Visitante
Não engoli a derrota pras Ching Lings

Se vc não assistiu a partida, o Osasco perdeu pro Minas com o jogo praticamente ganho no 4º e 5º Set, tendo o embuste GUabiru como titular e sem Tandara. ô Mané.

Emmanuel
Visitante
Emmanuel

A verdade é que o Rexona está anos-luz à frente das outras equipes. Só perdeu o jogo para o Osasco ( e foi por 3×2) porque estava desfalcado além de ter algumas jogadoras que não estavam entrosadas com a equipe (Anne, Mayhara, Helô, etc). Mas agora, que já se ajeitaram, não vai ter para ninguém. Pena que a Natália foi embora: ela, na minha opinião, é a melhor atacante da atualidade, e, provavelmente, vai voltar passando muito bem, o que a tornará a melhor ponteira passadora do volei. Mas temos a Gabi que está ´´devorando´´ a bola. Quando a Carol… Ler mais »

Jess
Visitante
Jess

O diferencial do Rexona é o Bernardo..

Imagina só colocar o time do Osasco nas mãos do Bernardo e o Time do Rio nas mãos do Luizomar…

P.S: tiraria o Praia dessa lista e colocaria o Minas

Rodolpho Francis
Visitante
Rodolpho Francis

Acho que a Natalia não voltará passando tão bem assim. No Fener, ela fica escondida na recepção e quem passa é a Oposta Grothues. Quando o Tecnico opta pela Levantadora Tomkom, aí sim a Natalia tem que passar e pelos jogos que assisti, ela estava passando melhor na superliga passada. Me parece que ao lado da Gabi e da Fabi ela jogava mais solta, se virando com qualquer tipo de bola. O mesmo tem acontecido com a Holandesa “Anna Bóls”. Enfim, espero que volte pro Rexona na temporada passada. Se o SESC tivesse fechado o patrocinio rapidamente, o Rio conseguiria… Ler mais »

Emmanuel
Visitante
Emmanuel

O que o José Roberto fez, na Olimpíada, deixndo de levar a Macris foi uma temeridade. Ela já havia sido, na temporada passada, a melhor levantadora da superliga. Além dela, a Claudinha também merecia uma chance, além da Roberta. Mas não: teve que levar a previsível Dani Lins, que fez uma campanha pífia e no jogo contra as chinesas, levou um vareio de bola não conseguindo deixar suas ponteiras livres para atacar. Ele parece meio turrão pois deixou de colocar a Gabi insistindo com Tandara e Fernanda Garai, que não estavam lá com essa bola toda. Simplesmente ignorou a Jucieli.… Ler mais »

Translate »