Search
Friday 6 December 2019
  • :
  • :

Superliga: São Caetano encara Osasco-Audax na estreia

Ana Cristina é uma das líderes da equipe. (Foto: Osvaldo F./Contrapé)

O São Cristóvão Saúde/São Caetano estreia na 27ª edição da Superliga Feminina de Vôlei nesta terça-feira (12/11) contra o Osasco Audax, às 20 horas, no Ginásio José Liberatti, em Osasco – a partida será transmitida pelo Canal Vôlei Brasil. Presente em todas as edições da Superliga desde sua criação e com o patrocínio do grupo São Cristóvão Saúde pela sétima temporada consecutiva, a tradicional equipe do ABC aposta na liderança de jogadoras experientes e em jovens talentos – serão oito atletas juvenis no elenco – para fazer uma boa competição.

O São Cristóvão Saúde/São Caetano será comandado pelo técnico Fernando Gomes, pela primeira vez à frente do time na Superliga, mas com longa história na equipe – ele está em São Caetano há 26 anos, desde 1993. Gomes espera por uma Superliga forte, competitiva, já que muitas equipes contrataram jogadoras estrangeiras que disputaram a Copa do Mundo pelos seus países. Mas, apostando na mescla de experiência e juventude, o grupo vai trabalhar para ficar entre as oito melhores equipes na fase de classificação e alcançar os playoffs.

O time usou o Campeonato Paulista para encaixar todas as jogadoras e dar homogeneidade ao grupo na parte física – o São Cristovão Saúde/São Caetano chegou às quartas de final, etapa em que foi eliminado pelo campeão São Paulo/Barueri. Gomes disse que a experiência no Paulista serviu para trabalhar pela diminuição de erros e pelo controle emocional na parte final das partidas. “Espero que o crescimento que o time teve no Campeonato Paulista comece a dar resultados já no início da temporada da Superliga, e vamos buscar continuar crescendo”, afirmou o técnico.

Em sua quinta temporada seguida em São Caetano, a ponta Sonaly, de 26 anos, também aposta que o time começará bem na Superliga. “O time veio numa crescente no Campeonato Paulista, muitas coisas boas apareceram e outras ainda vão aparecer. É um bom time. Esperamos fazer uma boa Superliga, ganhando partidas importantes”, afirmou a jogadora.

É com a experiência de Sonaly e também da oposta Domingas e da levantadora Ana Cristina que o São Cristóvão Saúde/São Caetano espera contar na Superliga. “Estou feliz de estar aqui, me sinto bem em poder comandar, ajudar esse time jovem que vem com muita vontade. O meu objetivo é ajudá-las a crescer. São jogadoras com talento, pouca experiência e o ganho para elas aqui, nessa idade, é poder jogar”, disse a levantadora Ana Cristina, de 37 anos, e que está em sua terceira passagem pela equipe de São Caetano – atuou pela equipe entre os anos de 2000 a 2003 e depois de 2006 a 2009.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »