Search
Wednesday 21 August 2019
  • :
  • :

Transmissões on-line dos jogos estão liberadas, mas podem não acontecer

Até o momento, a única partida que seria transmitida foi cancelada horas antes do jogo. (Imagem: Reprodução)

Por Júnior Barbosa

A Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) anunciou as transmissões on-line das partidas da Superliga 2017/2018, mas deixou a responsabilidade com os clubes. Sem estrutura, até o momento não há nenhuma cobertura agendada. A única iniciativa que aconteceu foi na primeira rodada, entre o Pinheiros/Colgate e o Vôlei Bauru. Devido o jogo ter sido programado para passar no Sportv, a transmissão que seria feita via Facebook da TVC Bauru foi proibida horas antes da partida. Após este ocorrido, nenhuma outra foi agendada.

Pelas as normas estabelecidas, a autorização só é válida para os jogos sem a transmissão do Sportv ou da RedeTV, emissoras que detém os direitos de imagem. Este ponto também gera polêmica, pois quem acompanha as transmissões sabe que é comum as emissoras alterarem horários e até mesmo dias das partidas com o objetivo de adequar o esporte na grade dos canais. A nossa equipe entrou em contato com a CBV, que reforçou as posições.

Vale ressaltar que há alguns anos, a própria CBV fez a transmissão das partidas pelo seu site, obtendo grande repercussão. Além disso, a instituição possui estrutura e equipamentos para a transmissão, assim como faz com os jogos do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia ou em competições menores, como a Taça Prata, que terá todos os jogos transmitidos ao vivo na página oficial da confederação no Facebook.

Com as equipes reduzindo custos e com os patrocinadores diminuindo o aporte financeiro, é provável que as transmissões on-line não saiam do papel.

Desde que surgiu, o Melhor do Vôlei se empenha pela valorização do esporte e acredita no poder da internet para fazer o esporte crescer e chegar a todos, inclusive aos que não têm televisão por assinatura ou que moram em cidades sem a cobertura do canal aberto que transmite as partidas. Além disso, os meios digitais são uma realidade, democratizam a comunicação e todos saem ganhando, desde a CBV, passando pelos clubes, até chegar aos torcedores.

A nossa campanha #LiberaCBV continua. Permitir transmissões on-line é apenas o início. Se faz necessário que a instituição busque, em conjunto com os clubes, uma solução para este impasse.

Nós temos a certeza de que os torcedores saberão retribuir.




6
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
DanielleDanilo CpsKarpolkamila correa blogueira make fashionCarlos Recent comment authors
  Subscribe  
o mais novo mais velho mais votado
Auto Notificar:
Danielle
Visitante
Danielle

Já perdemos um grande jogo no sábado Sada Cruzeiro X Sesc. Lamentável!

Karpol
Visitante
Karpol

A Globo manda e desmanda na CBV, eles mudam os horários dos jogos para caber na grade de programação. A Redetv não tem nada com isso porque o horário concedido a eles já é definido, o Sportv é que não tem data hora definidos. Basta ver que todo ano ninguém sabe quando serão os play offs, a CBV nao tem nem a data e hora, porque a Globo quer decidir o horário que eles PODEM colocar na grade, só definem data e hora dos play offs uma semana antes. Na Europa todas as datas já sao definidas no início dos… Ler mais »

Danilo Cps
Visitante
Danilo Cps

Vdd. Lembro de um jogo ano passado do Campinas que iniciou 23:00 horas no sábado. Isso porque o Sportv estava transmitindo vários campeonatos no verão do hemisfério norte, além de basquete, futebol e ginastica… só coube na grade de programação este horário infeliz.
No ginásio filmaram crianças que nao aguentaram e dormiram no colo dos pais porque era quase 1 da manhã..

Carlos
Visitante
Carlos

Acredito que se não houvessem privilégios em benefício de uma emissora ou outra e a CBV fosse a única detentora dos direitos do vôlei, haveria sim uma forma de divulgação bem mais ampla. O que acontece é que as empresas que investem estão cansadas de terem que ficar a mercê de uma emissora e não ter retorno financeiro. Verba para investir se tem, mas não se faz. Existem várias pequenas empresas com estrutura para transmissão, que talvez por valores bem menores, que são cobrados pela TV, fariam uma transmissão com toda qualidade. Nada nasce pronto e a única maneira de… Ler mais »

Mario Teodoro
Visitante
Mario Teodoro

A transmissao online sera uma tendencia no futuro, e acredito que eh
uma maneira das federacoes nacionais e internacionais conseguirem verbas, patrocinios para seus torneios sem ficar dependentes exclusivamente dos interesses das operadoras/canais de televisao.
Se houver pessoas inteligentes na CBV, estas deveriam estudar e viabilizar estas transmissoes.

kamila correa blogueira make fashion
Visitante
kamila correa blogueira make fashion

é super tendência,
eu super entendeon

Translate »