Search
Wednesday 18 September 2019
  • :
  • :

Vôlei Sentado: Brasil-A derrota Alemanha outra vez e é ouro do I Torneio Internacional

Foto: Divulgação

O Brasil-A encerrou de forma invicta e conquistou o ouro do I Torneio Internacional de Vôlei Sentado, encerrado hoje (domingo) no ginásio Azul do Pinheiros, na capital paulista. A equipe do técnico Fernando Guimarães ganhou de virada da Alemanha, por 3 a 1, com parciais de 22-25, 25-17, 25-16 e 25-23. Na preliminar, bronze para a Holanda, que derrotou o Brasil-B em três sets (25-14, 25-12 e 25-21).

O ginásio ficou lotado por uma torcida muito entusiasmada. Torcida que contou com presenças ilustres de Ida – uma das mais completas atletas do vôlei brasileiro – e das irmãs Cláudia e Silvia Trabulsi, ídolos da modalidade nos anos 80. E teve, também, o técnico tricampeão olímpico José Roberto Guimarães, que foi dar “uma força” ao seu irmão Fernando:

“Me sinto culpado pelo rendimento do time no primeiro set, por ter levado um cartão amarelo. Depois entramos bem no jogo, atuamos muito bem, e só assim poderíamos vencer os alemães” – disse o treinador campeão, que destacou as atuações do atacante Giba e a liderança do líbero Renato.

“Olha, infelizmente, é normal entrarmos meio desligados no jogo. É muita ansiedade. Mas felizmente, a partir do segundo set, tudo deu certo e pudemos recompensar essa torcida maravilhosa com uma boa atuação, a vitória, e a consequente medalha de ouro” – registrou.

E Zé Roberto Guimarães roubou as atenções no Pinheiros. Ele, que recomeça nesta segunda-feira o trabalho com a Seleção Feminina de Vôlei, talvez tenha sido fotografado ao lado de todos os torcedores: “Não pude vir  antes, porque cheguei ontem à noite de viagem, mas fiz questão de comparecer hoje para rever os amigos e dar uma força para o meu irmão”.

O ex-levantador da Pirelli, aliás, fez questão de  alfinetar seu colega Amauri Ribeiro, que hoje preside a ABVP (Associação Brasileira de Vôlei Paraolímpico), ao ser lembrado do segundo jogo final entre a Atlântica e a equipe de Santo André, pelo Brasileiro de 80, disputado em janeiro de 81: “É verdade. Foi o fim de uma era em que se jogava no sistema 4×2, ou seja, quatro atacantes com dois levantadores. O Brunoro me escalou ao lado do William, isso surpreendeu o adversário e quebramos toda a invencibilidade da Atlântica, em pleno Maracanãzinho. Para azar do Amauri, que estava do outro lado” – lembrou.

O Brasil-A teve Anderson Ribas, Barbosa, Daniel, Deivison, Giba, Giovani, Rodrigues, Levi, Renato, Rogério, Wellingtton e Wescley – o mesmo grupo que conquistou o quinto lugar na Olimpíada de Londres, ano passado, e que será renovado no próximo mês.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »