Search
Tuesday 2 June 2020
  • :
  • :

2ª Copa Angels Volley será realizada na próxima semana

A Superliga da Diversidade busca novamente levantar a bandeira de inclusão no esporte. (Foto: Reprodução)

Repetindo o sucesso da primeira edição, a abertura da 2ª Copa Angels Volley  terá evento de abertura no 02 de agosto, às 20h, em São Paulo. Após as formalidades de apresentação e imprensa, serão realizados shows, números de dança e muita música, sendo a entrada franca e aberta ao público. A competição se dará nos dois dias seguintes (03 e 04), das 8h às 22h, também com intervenções de dança, música e da bateria da escola de samba Barroca Zona Sul .

A abertura acontece no Open Bar, localizado em Pinheiros, com show de Francine, Duo e Marvin Brasil, além de vários Djs importantes da cena LGBTQI brasileira. Todo o evento vai apoiar a Casa 1, instituição que auxilia jovens gays que foram expulsos de suas casas e Casa Florescer, centro de acolhimento de mulheres trans, através do recebimentos de roupas e alimentos não perecíveis.

O torneio

A cidade de Santo André, no ABC Paulista, será a sede da 2ª edição da Copa Angels Volley. Com a temática Superliga da Diversidade, o torneio reunirá 24 equipes LGBTQI, totalizando 430 atletas. Idealizada pela equipe gay que leva o nome da competição, a disputa acontece nos dias 03 e 04 de Agosto,no Complexo Poliesportivo Pedro Dell’Antonia. O campeonato continua tendo apoio de diversos atletas profissionais profissionais, elenco da seleção, e ídolos da modalidade como Jaqueline, Thaisa, Tifanny, Douglas Souza, entre outros. Neste ano, o evento tem a presença confirmada da ex-levantadora Fofão.

História

O Angels Volley é uma equipe paulista com 11 anos de história, formada por jogadores e jogadoras que amam o esporte. O grupo tem como grande novidade esse ano, o seu elenco feminino formado por 17 mulheres trans que jogam em harmonia com mulheres cis e realizaram pela primeira vez na história mundial jogos-apresentações somente entre mulheres trans e cis que lutam pela inclusão das mulheres trans na modalidade Feminina. A Copa foi criada com o intuito de divulgar a causa da comunidade e luta das minorias.

Willy Montmann, capitão da equipe, destaca a importância do torneio. “É muito mais que um evento político. Este é um ato de resistência e conscientização para dias melhores. A ideia é falar sobre diversidade e expor o lado da inclusão no mundo esportivo e social como forma benéfica. A Diversidade evolui o mundo”, explicou.

De acordo com Montmann, a Copa Angels tem uma importância significativa para a comunidade LGBTQI. “O torneio traz um apelo social e político em âmbito nacional. Vivemos em um país de desigualdade, ao mesmo tempo que somos a maior Parada LGBT do mundo também tem somos o país que mais mata a comunidade LGBT mundialmente. Por isso, a competição tem um viés muito maior”, disse.

Para conseguir realizar a competição, os organizadores firmaram parcerias importantes para o projeto. As prefeituras de Santo André, São Paulo, Federação Paulista de Vôlei e Secretaria de Esporte . Além dos órgãos públicos importantes empresas apoiam a causa, casos do Grupo Savol, da Agrobonfim da The Week e a Universal Music, entre outras.




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Auto Notificar:
Translate »