Search
Friday 3 July 2020
  • :
  • :

A grande final da Superliga Feminina 2016/17 só foi decidida no tie-break

Crédito: Alexandre Loureiro/Inovafoto/CBV

 

O Rexona-Sesc (RJ) é campeão da Superliga Feminina de Vôlei pela 12ª vez. Neste domingo (23/04) diante de 12.532 pessoas que lotaram a Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro, a equipe do treinador Bernardinho venceu o clássico contra o Vôlei Nestlé (SP) por 3 sets a 2 (25/19, 22/25, 25/22, 18/25 e 15/6), em 2h23 de jogo. Foi a 13ª final consecutiva da equipe carioca na competição.

 

Duas ponteiras tiveram atuação importante nesta partida. Com 21 pontos, Drussyla, do Rexona-Sesc, foi eleita por votação popular a melhor do jogo e Tandara não levou o título, mas foi a maior pontuadora da partida, com o total de 22 acertos.

 

Rexona-Sesc e Vôlei Nestlé disputaram a decisão da competição pela 11ª vez. No confronto direto em finais, a equipe do Rio de Janeiro tem agora oito títulos contra três do time do treinador Luizomar de Moura.

 

A líbero Fabi, que conquistou seu décimo título da Superliga Feminina, parabenizou o grupo pela vitória, e ressaltou a força deste tradicional duelo, considerado por muitos o maior clássico do voleibol feminino em todo o mundo.

 

“Foi um grande jogo e Rexona-Sesc contra Vôlei Nestlé vai ser sempre assim. Bacana é o trabalho que fazemos. Parabéns ao time de Osasco que fez uma grande partida também. São duas instituições que merecem parabéns por todo o investimento no voleibol brasileiro”, disse.

 

O técnico Bernardinho comemorou o resultado, claro, e destacou a importância do patrocinador mantido na equipe por 20 anos, Unilever, que anunciou que não seguirá na próxima temporada.

 

“É tão difícil conseguir superar um jogo como esse no tie-break, então, foi uma vitória fantástica que coroou o título. Agora, ao final desta temporada agradeço do fundo do meu coração por tudo que a Unilever fez por nós ao longo desses 20 anos. Foi uma empresa que possibilitou o desenvolvimento de tantos jovens de qualidades. É um parceiro do voleibol brasileiro que tem que ser reconhecido”, afirmou.

 

Equipes:

Rexona-Sesc – Roberta, Monique, Gabi, Drussyla, Juciely e Carol. Líbero – Fabi
Entraram – Regis, Camilla, Helô
Técnico – Bernardinho

 

Vôlei Nestlé – Dani Lins, Bjelica, Malesevic, Tandara, Bia e Natália. Líbero – Camila Brait
Entraram – Gabi, Carol, Paula
Técnico – Luizomar de Moura

 

 




Subscribe
Auto Notificar:
guest
18 Comentários
o mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Miguel
Miguel
24/04/2017 09:28

Dani Lins muito limitada! Conseguiu não levantar para as centrais e quando levantava era só a jogada China. Bjelica foi substituída porque a bola não chegava alta o suficiente para soltar o braço. Muitas bolas seguidas para a mesma atacante.
Tandara simplesmente parou de jogar do quarto set em diante, mesmo sendo vencido por Osasco.

Ao Rio de Janeiro sobraram méritos de se recuperar no tie-break e não deixar a linha de passe de Osasco jogar.

D.C.JONES
D.C.JONES
24/04/2017 15:29
Reply to  Miguel

O Time do Osasco era o mais fraco em termos de talentos individuais do que ultimas temporadas, mas lutou até o fim e mostrou força pra levar para o 5° SET. Poderia ter sido melhor?
sim, poderia. Mas o Rexona é time que tem um volume de jogo muito intenso e tem poder de recuperação fantástico.
Na verdade quem decidiu o jogo não foi a Drusyla e sim Juciely.

Marianne Simoes Elis Silveira Gomide Freitas
Marianne Simoes Elis Silveira Gomide Freitas
24/04/2017 01:06

Baixou a Castillo na Gabiru ? Meldeuss cada defesa belissima! Jogou muito, nao tenho coragem de chama-la de fraca nunca mais, ela incendiou o jogo… nao fosse ela teria sido 3×0..
Gabirtu 10 x Gabi Rexona Zero.
Parabéns Drussyla, pegou a responsabilidade pra si, tem muita personalidade essa menina, arrasou. Não gosto da Jucy, mas dou o braço a torcer, ela ganhou o tie break.

D.C.JONES
D.C.JONES
24/04/2017 08:38

Nossa, concordo 100% com seu comentário.
Confesso que não gosto da Drussyla, acho ela muito folgada, fazendo caras bocas e gestos que pra uma jogadora que está começando é bem perigoso, mas ela aguentou a bronca.
Juciely é uma jogadora que embora a idade e estatura vem melhorando a cada temporada, ela me lembra um pouco a Waleskinha, só que a Waleskinha fazia uma chutada como ninguém.

Jess
Jess
24/04/2017 09:22

Ainda bem que NUNCA critiquei a Gabiru..

Rzz
Rzz
23/04/2017 17:29

Jogo horrível, pelos dois lados. Juciely e Drussyla, junto com Gabiru foram os nomes da partida, as demais jogadoras foram a passeio. Tandara estava péssima, apesar da pontuação, Gabi e Monique completamente apagadas, as centrais de Osasco sumidas e as sérvias nem se fala.
Roberta rainha dos dois toques e Dani Lins rainha da previsibilidade.

D.C.JONES
D.C.JONES
24/04/2017 08:34
Reply to  Rzz

Concordo com o final do comentário, mas não achei um jogo péssimo.
Realmente Roberta deu muito dois toques e Dani distribuiu mal, mas nem a culpo só a Tandara chama a responsabilidade para ela.

Lukas Reis
Lukas Reis
23/04/2017 17:07

A Dani Lins erra os levantamentos e o Luizomar tira as atacantes. Vai entender…

manu
manu
23/04/2017 15:38

pois e….torci por Osasco, mas estava difícil, a dani lins não usou as centrais, uma boa levantadora faz milagres com passes C….bia e naty nem viram a cor da bola, pagou caro por dexiar Paula borgo no quadradinho a s. l toda, depois quer usa-la no ultimo jogo..ela bem que tentou , tandara fez o que pode, marcadíssima perdeu alguns ataques e levou alguns tocos , gabi defendeu e so….agora o que dizer do rio, a juciely, não aprececeu entre as melhores da relação provando que esta eleição e o maior furo, com algumas ressalvas ! agora e se preocupar… Ler mais »

DC JONES
DC JONES
23/04/2017 19:32
Reply to  manu

Concordo a Dani foi mal na distribuição. Usou muito pouco as centrais e quando usava insistia com China, que não é o forte delas. O Rio era o favorito , mas acho que Osasco jogou tudo pode e foi bem, todos falavam que o time estava cotado como a 4ª força e não chegaria na final.Chegou e honrou.Dessa vez não ficou o gosto amargo ou a sensação de amarelamento. O time foi além do que podia e poderia ter vencido sim, mas faltou concentração no tie break e mais experiencia, e rio que tem como uma das caracteristica forte seu… Ler mais »

Rafael Donato
Rafael Donato
23/04/2017 14:26

Esse foi preço pago pelo Osasco por ter se livrado de duas super centrais. E é fato que estrangeiras europeias aqui no Brasil não dá certo, pois o jogo delas é lento e o nosso é complemente acelerado. Osasco e os demais times se forem trazer estrangeiras, que sejam americanas, japonesas, coreanas, tailandesas, qq Ching ling. Simples assim. Graças a mãe grobo, tivemos mais uma decisão em apenas um jogo. Se é pra ser assim, que seja tb nas quartas e semi. Foda-se grobo do crl, torcedora descarada desse time carioca. Pelo menos a Sheilla salvou a transmissão.

Fabio
Fabio
23/04/2017 14:17

O Rexona mereceu por tudo que fez o campeonato inteiro, Gabi sumiu no jogo de hoje e Monique não tomou a responsabilidade do jogo de uma oposta. O Osasco jogou com garra e conseguiu equilibrar o jogo.

Dudinha
Dudinha
23/04/2017 14:02

Gaby do Rio foi pra mim a decepção dessa final pra uma atleta que teve maiores responsabilidades esse ano na final sumiu, Drussyla foi o nome das semifinais e final espero que continue evoluindo.Nestlé Osasco que volte competitivo ano que vem e que outros times invIstambul e que a liga cresça mais. Agora em relação a futuro na seleção Gaby uma negação e Tandara se conseguir ser regular tem tudo pra ser uma das melhores porém e uma dentro dez fora. Isso porque voltou a melhor forma dizem.

Talles
Talles
23/04/2017 17:09
Reply to  Dudinha

Não seja ignorante, por favor! Dizer que a Gabi do Rio foi uma decepção e que a mesma não possui futuro na seleção é um comentário de quem, realmente, ou não acompanhou todo o campeonato, ou não sabe avaliar um esporte coletivo que há muito mais em jogo do que técnica, força e experiência! Gabi pode não ter sido a GABI na final, mas também não comprometeu. E o que Gabi jogou nos jogos das semifinais dentro da Arena JK lotada em BH? Isso nessa hora não conta, né? Rio mostrou que é um conjunto, um grupo unido, que sabe… Ler mais »

Dudinha
Dudinha
23/04/2017 17:30
Reply to  Talles

Pois é ignorantenão sou apenas senti falta dessa gaby na final e ela não compareceu assim como acho que se a seleção for depender dela o barco vai afundar porque hj ela não passou bem, atacou nem tampouco defendeu pois quando não tinha responsabilidades noutras finais ela decretou. E quando ela jogou contra o Minas foi das melhores. Agora se continuar assim apagada a seleção vai dar mal. Só acho

Junior
Junior
23/04/2017 13:48

final em jogo único é isso aí: ansiedade e nervosismo lá no alto e nível técnico lá em baixo.

Paulo Souza
Paulo Souza
23/04/2017 13:40

O Rio de Janeiro poderia ter ganho com mais facilidade. Não jogou nem 80% do que jogou contra o Minas. Gabi estava na quadra a passeio. Juciely é o símbolo desse campeonato. A arbitragem como sempre atrapalhando em lances decisivos. Parabéns ao Rio!

DC JONES
DC JONES
23/04/2017 19:34
Reply to  Paulo Souza

Então o Osasco não teve mérito nenhum de ter vencido 2 set ?
Desculpa mas o jogo foi bem páreo até o 5º set.
Sobre a arbitragem acho que ficou elas por elas, Roberta deu inumeros 2 toques e teve duas bolas que tocou no bloqueio do Rio e o Juiz deu como fora.

Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x