Search
Sunday 27 September 2020
  • :
  • :

Adenízia: “Não soubemos lidar com a ausência da Dani Lins”

João Pires/Fotojump

Adenízia foi a terceira maior pontuadora do Osasco, com sete acertos

Derrotado em casa de forma contundente pelo Sesi na noite desta terça-feira (16), o Molico Osasco saiu de quadra buscando explicações para as parciais de 25-22, 25-13 e 25-17. Na avaliação da central Adenízia, o grande problema foi a perda repentina da levantadora Dani Lins.

“Faltou paciência ao time. Nós perdemos a Dani Lins no aquecimento e não soubemos lidar bem com a ausência dela. Para superar o Sesi precisamos jogar com bastante tranquilidade, porque elas possuem uma equipe muito difícil de ser batida. Não deu e precisamos tirar lições para não repetirmos esses erros”, comentou a jogadora.

Adê, que marcou sete pontos, agora tenta se concentrar no próximo jogo, contra o Rexona-Ades na sexta-feira (19), no Rio de Janeiro. “É continuar trabalhando duro porque tem mais ‘pauleiras’ pela frente. É esquecer esse jogo e seguir adiante porque a Superliga está apenas no começo”, afirmou.

Dani Lins não atuou devido a dores nas costas – como o time ainda não se pronunciou sobre a gravidade do ocorrido não é possível dizer se ela jogará ou não contra o Rexona.

Com o resultado negativo diante do Sesi, o Molico caiu da primeira para a terceira posição na Superliga. Ao todo, o time possui 26 pontos, contra 29 das rivais paulistas e cariocas.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x