Search
Tuesday 22 September 2020
  • :
  • :

Ágatha e Maria Elisa conquistam o terceiro lugar no Brasil

Foto: FIVB

A final escapou, mas não a medalha. Neste Sábado (12/10), depois de terem sido superadas na semifinal pelas alemãs Ludwig e Walkenhorst, Ágatha e Maria Elisa não desperdiçaram a chance de garantir um belo resultado dentro de casa. Na disputa pelo terceiro lugar do Grand Slam de São Paulo do Circuito Mundial, elas venceram as italianas Menegatti e Orsi Toth e conduziram o país ao pódio da etapa brasileira.

O curioso é que os dois jogos decisivos que fizeram neste sábado foram bem parecidos. Na semifinal, Ágatha e Maria Elisa venceram o primeiro set por 24-22, com Ludwig e Walkenhorst passeando no segundo, fechando em 21-14, e carimbando a vaga na decisão contra as americanas Kerri Walsh e April Ross com um 15-11. Já contra as italianas, vitória por 25/23 no set inicial e derrota no segundo por 21-13. Mas a história, desta vez, tinha que ser diferente. E foi. Brasil 15-10 e a alegria pelo pódio.

“No terceiro set, até me lembrei mesmo do jogo da semifinal. Foi muito parecido, com um primeiro set que vencemos no detalhe e um segundo no qual não nos encontramos. Só que, neste tie break, nós dissemos: ‘agora esse é nosso!’ E o terceiro set foi na garra, no coração, não foi na técnica. Já estávamos exaustas Foi o momento em que a torcida entrou de vez no jogo e fez a diferença. O Daniel (animador) também foi sensacional. Disse que essa medalha era da minha mãe (Maria José, aniversariante do dia) e conseguimos. Estou muito feliz”, desabafou Ágatha.

Maria Elisa também era a imagem do cansaço. Ainda assim, encontrou forças para vibrar com a torcida no fim do jogo e correr para os braços dela quando saía para dar entrevista para a imprensa na zona mista. Com o resultado no Brasil, a dupla, que só tinha subido ao pódio na atual edição com o segundo lugar no Grand Slam de Corrientes (ARG), somou mais 640 pontos, chegou aos 5.260 e deve melhorar sua posição no ranking mundial – até então, elas ocupavam a 7ª colocação.

“Se nós pecamos na decisão, tenho certeza de que conseguimos deixar os erros pra trás. Mudamos nossa postura e também não deixamos o cansaço nos derrubar. Éramos a única dupla dentre as quatro a ter feito uma partida a mais. Estou feliz pela nossa paciência e insistência. Quando se está cansada, a irritação é natural. Por isso temos que valorizar ainda mais esse resultado. Muitos não dizem que o terceiro lugar é melhor do que o segundo? Então… E pódio é pódio”, declarou Maria Elisa.

Às 11h deste domingo (13/10), logo após a final masculina entre os brasileiros Bruno Schmidt e Pedro Solberg e os americanos Dalhausser e Jennings, a tricampeã Kerri Walsh e sua parceira April Ross disputarão o título da etapa contra as alemãs Ludwig e Walkenhorst. Aliás, uma curiosidade: marido e mulher estarão nas duas decisões. Walsh é casada com Jennings, com quem tem três filhos.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x