Search
Saturday 19 September 2020
  • :
  • :

Ágatha/Maria Elisa brilha e leva Brasil à semifinal em São Paulo

Foto: FIVB

Ágatha e Maria Elisa foram as brasileiras a chegar mais longe no Grand Slam de São Paulo do Circuito Mundial. Mas ainda têm um caminho bonito a trilhar na arena montada no Parque Villa Lobos. Nesta sexta-feira (11/10), elas fincaram a bandeira do país nas semifinais da etapa e, neste Sábado (12/10), lutarão para levá-la até a decisão para buscar o título dentro de casa.

Para garantirem um lugar entre as quatro melhores, e com o privilégio de serem as únicas representantes do Brasil ainda com chances, Ágatha e Maria Elisa foram obrigadas a encarar uma verdadeira maratona nas areias nesta sexta. O dia começou com uma importante vitória na repescagem sobre as americanas Emily Day e Summer Ross por 2 a 0, parciais de 21-18 e 21-19, resultado que as manteve vivas.

Nas oitavas de final, era a vez de enfrentar a dupla holandesa Meppelink/van Gestel. Inspiradas, Ágatha e Maria Elisa fizeram outra grande apresentação e venceram de novo por 2 a 0, com parciais de 21-16 e 21-18. Mais um passo dado rumo à decisão. Chegava a hora de jogar contra a parceria que acabara de eliminar Talita e Taiana, líderes do ranking. Num duelo emocionante, elas desbancaram as suíças Forrer e Vergé-Dépré por 2 a 1, de virada (19-21, 21-11 e 16-14), e levaram a torcida ao delírio. Brasil na semi.

“É muito bom, num torneio desse nível aqui no Brasil, saber lidar com a pressão e jogar ao lado da torcida. Mas é muita coisa para tirar o seu foco também. Temos que saber filtrar as coisas boas e levar para dentro de quadra”, disse Maria Elisa. “Quanto ao jogo, as suíças jogaram de forma diferente e não conseguimos contê-las no primeiro set. No segundo, mudamos nossa tática, fazendo com que jogassem da forma como queríamos. Estou muito feliz por chegar à segunda semifinal do Circuito com a Ágatha.”

Realmente, Ágatha e Maria Elisa só chegaram às semifinais no Grand Slam de Corrientes, na Argentina, onde avançaram até a decisão. Mas, na ocasião, ficaram com o vice, no único pódio da dupla até aqui. Agora, em casa, lutarão por uma vaga na final contra a dupla alemã que eliminou as compatriotas Holtwick e Semmler, atuais vice-líderes do ranking. Um duelo que só traz boas lembranças para as brasileiras.

“Eu e Maria fizemos dois jogos contra elas: um pelo Campeonato Mundial, na Polônia, e outro pelo Grand Slam de Moscou. E vencemos as duas. Como nós, elas também são uma nova formação. Nós a conhecemos bem e temos vários jogos delas filmados. Será um jogo muito legal de se assistir, o público vai gostar. E tenho certeza de que minha família vai se reunir em frente à TV lá em Curitiba para acompanhar”, contou Ágatha, oferecendo a classificação para sua mãe, Maria José, que faz aniversário neste sábado.

A outra dupla brasileira que chegou muito perto de confirmar outra vaga nas semifinais foi Maria Clara/Carol. Depois de vencerem Bieneck/Grossner (ALE) na repescagem por 2 a 0 (21-17 e 21-13) e Broder/Valjas (CAN) nas oitavas também por 2 a 0 (21-11 e 21-15), as irmãs cariocas acabaram superadas pelas italianas Menegatti e Orsi Toth com um duplo 21-19.

Uma das grandes surpresas do dia ficou por conta da eliminação das líderes do ranking mundial ainda nas oitavas de final. Talita e Taiana, única dupla brasileira que tinha avançado de forma invicta pela fase de grupos, caíram diante das suíças Forrer e Vergé-Dépré, que estão em 13º na temporada e têm como melhor resultado até aqui o nono lugar no Grand Slam de Long Beach (EUA). No fim, 2 a 1, parciais de 22-20, 14-21 e 15-11.

“Só jogamos bem, mesmo, no segundo set. Erramos muitos saques e perdemos a concentração em alguns momentos. Não foi um resultado que esperávamos nessa corrida pelo título. Mas essa derrota tem que doer na gente para treinarmos mais e mais para o Grand Slam da China e para o Open da Tailândia, as duas próximas etapas, e analisarmos onde erramos”, analisou Talita.

Lili e Bárbara Seixas tiveram um dia bem exaustivo, com seis sets em dois jogos. No primeiro deles, válido pela repescagem, derrotaram as espanholas Liliana e Baquerizo por 2 a 1, parciais de 21-17, 20-22 e 15-11, e avançaram para as oitavas. Fase em que tiveram pela frente a tricampeã olímpica Kerri Walsh e sua parceira April Ross. Depois de largarem na frente com um 21-17, perderam o segundo set por 21-11 e o tie break por 15-8, dando adeus ao Grand Slam de São Paulo.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x