Search
Friday 30 October 2020
  • :
  • :

Alison e Emanuel decidem com norte-americanos Gibb e Patterson

Foto: Divulgação/FIVB

Repetindo o roteiro do torneio feminino, Brasil e Estados Unidos decidirão, neste domingo (02/06), o título masculino da primeira edição da World Cup Final. Do lado brasileiros, os campeões mundiais Alison e Emanuel. Representando os norte-americanos, os líderes do ranking mundial, Jake Gibb e Casey Patterson. O duelo decisivo, disputado na quadra central da arena montada no Parque Taquaral, em Campinas (SP), terá início às 9h45. Mais cedo, às 8h30, Plavins/Smedins, da Letônia, e Erdmann/Matysik, da Alemanha, lutarão pelo bronze.

Disputando apenas o segundo torneio internacional na temporada, Alison e Emanuel chegam à decisão com quatro vitórias e uma derrota. Neste SÁBADO (01.06), eles mostraram força ao virar o jogo sobre os então invictos Jonathan Erdmann e Kay Matysik, da Alemanha, vencendo a semifinal por 2 sets a 1, parciais de 17-21, 21-16 e 15-9.

“A torcida fez muita diferença. Ainda estamos recuperando o ritmo de jogo, já que ficamos mais de um mês sem jogar, e está sendo bom passar por isso aqui no Brasil porque o apoio da torcida nos faz ir além. A Alemanha começou bem, mas conseguimos nos acertar e reagimos. A final será muito disputada, perdemos para eles na semana passada, no Circuito Mundial, mas vamos descansar e nos preparar para vencer”, comenta Alison.

Um dos atletas mais vitoriosos na história do vôlei de praia mundial, Emanuel, de 40 anos, diz que a possibilidade de um título inédito serve como motivação para ele.

“Estou muito empolgado com a criação da Continental Cup, que está de fato fazendo com que vários países que não participavam das competições internacionais de vôlei de praia tenham essa oportunidade. É uma oportunidade de conquistar um título diferente e isso me fazer querer buscar um algo a mais. Os norte-americanos são rivais tradicionais e, apesar de termos perdido na semana passada, foi um jogo muito equilibrado. Estamos com um ritmo de jogo melhor e tenho certeza que podemos fazer diferente desta vez”, analisa o campeão olímpico.

Na outra semifinal, domínio dos norte-americanos Jake Gibb e Casey Patterson. Atuais líderes do ranking mundial, eles superaram os letões Martins Plavins e Janis Smedins, medalhistas de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres, por 2 sets a 0, parciais de 21-19 e 22-20.

A recuperação da dupla, que perdeu dois jogos na primeira fase e agora chega à final, empolgou Patterson, que comemorou a classificação dançando na quadra central.

“Tive um grande amigo brasileiro na universidade e gosto muito do espírito dos brasileiros. É meu lugar favorito para jogar. Não vínhamos jogando tão bem no torneio, mas hoje fomos muito bem. Decidimos nos esforçar ao máximo em cada jogada e deu certo. Começamos a dupla com bons resultados no Circuito Mundial, mas isso não faz com que os adversários se intimidem e joguem abaixo do que podem. Você tem que estar bem a cada dia. É uma batalha diária”, diz Patterson.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x