Search
Thursday 22 October 2020
  • :
  • :

Alison e Emanuel e Ágatha e Bárbara Seixas vencem etapa do Guarujá no circuito nacional

Fotos: Paulo Frank/CBV

Pelo menos até o momento, tem sido difícil segurar Alison e Emanuel na temporada 2013/2014 do Circuito Banco do Brasil Open. Com a conquista de mais um título na manhã deste domingo (17/11), no Guarujá (SP), eles se garantiram como a única dupla a subir nos pódios das quatro etapas já realizadas, abrindo, assim, uma ampla vantagem na liderança do ranking nacional.

Ao baterem Bruno/Hevaldo (AM/CE) na decisão por 2 a 0, parciais de 21-19 e 23-21, Alison e Emanuel chegaram aos 1.480 pontos na atual edição, contra 1.240 do segundo colocado, Ricardo/Márcio (BA/CE). Na temporada, eles foram campeões também em Recife (PE), ficaram na terceira colocação na etapa seguinte, em Vitória (ES), e ainda terminaram em segundo lugar no Rio de Janeiro (RJ).

“O trabalho tem sido muito bem feito nesse segundo semestre, depois de um primeiro que não foi tão bom. Estou muito feliz por ter vencido pela primeira vez aqui no Guarujá e satisfeito por abrirmos uma larga vantagem na liderança. O grande diferencial é conseguir manter a regularidade no Circuito, o que é muito difícil pelo alto nível das duplas. Mas esse é o nosso objetivo”, disse Alison, eleito o melhor jogador da final.

Mas, como de hábito, ele sempre divide os louros com o parceiro Emanuel. Segundo ele, fica fácil jogar ao lado do maior campeão da história do vôlei de praia mundial.

“Eu me sinto cada dia mais forte atuando com o Emanuel, que é o Pelé do nosso esporte, além de um grande amigo. Apesar da idade, continua jogando em alto nível. Sou o único privilegiado no mundo por jogar ao lado dele”, declarou o Mamute. “Ainda tenho mais duas etapas pela frente, em São José (SC), pelo Circuito Banco do Brasil, e em Durban (AFS), pelo Circuito Mundial, e quero fechar bem o ano”, avisou.

Apesar de a dupla medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres/2012 ter voltado a jogar o que sabe, Emanuel se diz surpreso pelo bom momento.

“Aquela vontade de vencer que mostramos nos últimos anos voltou. Estamos muito mais focados e preparados emocionalmente. Mas surpreende essa fase, com uma boa vantagem no ranking, porque o torneio esse ano está muito mais difícil e competitivo, com pelo menos cinco ou seis grandes duplas muito fortes. Precisamos seguir focados para nos manter em cima”, comentou Emanuel.

No feminino, as atuais campeãs brasileiras Ágatha e Bárbara Seixas (PR/RJ) derrotaram Juliana e Maria Elisa (CE/PE) na grande final e conquistaram o primeiro título na atual temporada.

E foi uma conquista de forma implacável, com cinco vitórias em cinco jogos, sem perderem um set sequer. Depois de um quarto lugar na etapa de abertura, em Recife (PE), e do bronze em Vitória (ES) e no Rio de Janeiro (RJ), a confirmação da ascensão com o ouro nas areias do litoral paulista. Na decisão, Ágatha e Bárbara Seixas – esta eleita a melhor jogadora da final – conseguiram se impôr e garantiram a vitória por 2 a 0, parciais de 21-18 e 21-17. Nem o mau tempo foi adversário.

“Tivemos tantos obstáculos durante o ano que a chuva não nos atrapalharia neste momento. Até quando acordamos, vimos o tempo fechado e, na mesma hora, dissemos uma para a outra que ele estava lindo, que seria ótimo para a gente. Só assim para tentar reverter uma situação desfavorável. E foi com alegria e motivação que conseguimos fazer um bom jogo e fechar com chave de ouro um torneio muito difícil, vencendo todas as partidas por 2 a 0, o que confirma um trabalho bem feito”, disse a carioca Bárbara.

A paranaense Ágatha, que guarda boas recordações do Guarujá, onde, em 2011, foi vice-campeã da etapa brasileira do Circuito Mundial ao lado de Shaylyn, afirma que a dupla levantou da cama consciente de que, dali a alguns instantes, enfrentaria uma pedreira. E que, provavelmente, ainda teria a torcida contra, já que Juliana nasceu na vizinha Santos. Mas, com os pés no chão, como a própria Ágatha comentou, ela e Bárbara conseguiram mudar o foco e garantir o título.

“Acordamos bem racionais, não frias, mas sem emoção, sabendo exatamente o que teríamos pela frente. Víamos na etapa que a Juliana, por ter a família e amigos na torcida, estava muito a fim de ganhar. Mas trouxemos o foco para nós duas, sem pensar em outros fatores. E conseguimos fazer um bom jogo. Apesar do 2 a 0, foi uma partida bem equilibrada. Acredito que o nosso psicológico fez muita diferença. A experiência de voltar a ganhar é gratificante demais”, declarou Ágatha.

Na disputa pelo terceiro lugar, Lili/Rebecca (ES/CE) venceu Elize Maia/Fernanda Berti (ES/RJ) por 2 a 1, parciais de 21-14, 17-21 e 15-13, e não só completou o pódio no Guarujá como se isolou na liderança do ranking da temporada, com 1.360 pontos. Até então, elas dividiam a primeira posição com Talita e Taiana (AL/CE), que terminaram em quinto, somaram 240 pontos e caíram para a terceira colocação (1.280), empatadas com Juliana e Maria Elisa. Ágatha/Bárbara Seixas subiu para segundo (1.320).




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x