Search
Tuesday 20 October 2020
  • :
  • :

Ananda vira o “Ás na manga” de Wagão e ajuda Pinheiros a virar contra Barueri

Foto: Luis Ventura/Melhor do Vôlei

O jogo que o torcedor pode acompanhar nesta quarta-feira (16/10) em Barueri tinha tudo para terminar com mais um atropelo do time da casa sobre o rival, como tinha feito na sua estreia contra o Brasília Vôlei. Porém, Wagão, técnico do Pinheiros, tinha um “As” na manga e soube usá-lo na hora certa para vencer o jogo.

O “As” de Wagão também atende pelo nome de Ananda. E foi com a entrada dela no jogo que o Pinheiros, então perdendo por dois a zero (21-18 e 21-16), começou a virar o resultado até vencer por 3 a 2 (21-10, 21-14 e 15-12).

Novamente jogando com muita garra, o time de Barueri começou melhor, principalmente com os ataques do trio Renata, Cibele e Thaís. Sem atuar há mais de 20 dias, desde a final da Copa SP, o Pinheiros sofreu com isso nos primeiros set. Nem mesmo com Wagão trocando Glauciele, recém-chegada da seleção sub-23, por Samara a coisa andou.

Para o terceiro set, Wagão lançou em quadra Ananda. Recém chegada de Rio do Sul, a levantadora tinha ali a sua primeira grande oportunidade de mostrar serviço. E ela não decepcionou. Servindo bem as companheiras Ellen, Andreia e Samara, o Pinheiros melhorou no volume de jogo e o Barueri, mesmo com o apoio da torcida e com uma vibração enorme de suas jogadoras, não conseguiu resistir e tomou a virada.

Ao final do jogo, Maurício Thomaz ressaltou que a entrada de Ananda, eleita a melhor jogadora da partida, fez a diferença no jogo. ” A entrada da Ananda mudou o ritmo e a gente demorou para se adaptar. Eles passaram a sacar melhor do terceiro set em diante, quebrou muito o nosso passe e o time não conseguiu mais jogar o que jogou no primeiro e segundo set.”

Para Wagão, o resultado conquistado após a substituição feita por ele mostra que a equipe tem um grupo muito homogêneo. “Eu sempre digo para elas que temos um grupo muito homogêneo. Temos a felicidade de ter um grupo equilibrado e quando essas mudanças acontecem, o time se estabiliza e não debilita em algum lugar a equipe. A tendência e isso, em algum momento vamos ter que trocar outras jogadoras também e é esse equilíbrio que nos favorece como hoje.”

Pela Superliga, o Pinheiros volta a jogar no dia 22/10 contra o Banana Boat/Praia Clube e o Barueri contra a Uniara/AFAV. Mas na sexta-feira (19/10), as pinheiristas recebem o Vôlei Amil pelo Paulista. Já Barueri ganha uma folga.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x