Search
Thursday 29 October 2020
  • :
  • :

Anne Buijs: “ainda está longe, mas demos um passo na direção do Rio”

Crédito: Divulgação/CEV

Crédito: Divulgação/CEV

 

Vice-campeã europeia no ano passado, quando caiu em casa para as russas na decisão, a Seleção Holandesa reafirmou, nas duas últimas jornadas da fase classificatória, sua condição de boa candidata a um lugar no Rio-2016. A liderança no grupo A do Pré-olímpico feminino Europeu, além de tirar a Rússia do caminho das holandesas antes da final, demonstrou a força do time laranja, que havia estreado com derrota para a Alemanha.

 

“Estou aliviada por termos vencido o jogo e conquistado o primeiro lugar no grupo, depois de um grande jogo como o de ontem (contra a Turquia)”, admitiu a ponteira Anne Buijs. “Nosso passe estava bom e o bloqueio cresceu no final de cada set. Nosso treinador (o italiano Giovanni Guidetti) disse que tínhamos de colocar mais pressão no saque e estou feliz de ter podido contribuir para isso”, completou a jogadora, autora de três aces na vitória sobre a Croácia.

 

A última vez que a Holanda disputou o torneio feminino de vôlei dos Jogos Olímpicos foi em Atlanta-1996. Depois, o time venceu o edição do Grand Prix de 2007, foi segunda colocada no campeonato continental duas vezes (2009 e 2015), mas, exceto em 2000, nunca mais teve chances reais de classificação para as Olimpíadas.

 

“O tíquete para o Rio ainda está longe, mas demos um grande passo na direção certa”, asseverou Buijs, que marcou 14 pontos na partida desta quinta-feira.

 

 

As semifinais serão disputadas na sexta-feira. Às 12h30, pelo horário de Brasília, a Itália confronta a Holanda. Em seguida, às 15h30, a Rússia enfrenta a Turquia, num duelo que ganhou forte conotação política nas últimas semanas. As finais serão disputadas no sábado.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x