Search
Tuesday 1 December 2020
  • :
  • :

Antes das festas, Vôlei Amil recebe “lição de casa” para a folga de fim de ano

Foto: Felipe Christ/Vôlei Amil

O Vôlei Amil vai começar 2014 mais forte. Esse é o objetivo do preparador físico José Elias Proença, que mandou dever de casa para as atletas no período de folga entre o Natal e as festas de Ano Novo. Após o treino da manhã desta segunda-feira (23/12), todo o grupo foi liberado para um merecido período de descanso após a boa campanha na Superliga, com dez vitórias e a terceira colocação na classificação. Mas se as comandadas de Zé Roberto terão uma folga da bola, não estão liberadas dos cuidados com o corpo.

“Espero que elas voltem com um incremento de força. Hoje, elas estão relativamente com boa resposta na especificidade, mas a condição física de força para gerar potência precisa ser melhorada para o restante da temporada”, explica Zé Elias. Ele complementa. “Todo planejamento é feito para que as atletas cheguem aos playoffs em uma condição de potência, velocidade e agilidade, que são os parâmetros que indicam a melhor condição para o voleibol”, completa o preparador físico.

Zé Elias preparou programas individualizados e espera que as atletas treinem em pelo menos seis dos nove dias de folga. “Folga mesmo, só 25 de dezembro e primeiro de janeiro”, diz o preparador físico, lembrando que o Vôlei Amil volta aos trabalhos de quadra dia 2 de janeiro e tem jogo marcado para o dia 7, contra o Brasília, na Arena Amil, no enceramento do primeiro turno da Superliga. Além disso, a equipe terá pela frente o desafio da Copa do Brasil no primeiro mês do novo ano. Entre os dias 16 a 18, em Maringá, busca o título da competição que dará vaga no Campeonato Sul-Americano.

O preparador físico explica que o objetivo é recuperar a força das atletas. Isso porque com a sequência de jogos e a necessidade de ajustar o time em quadra, o investimento se concentrou em atividades articulares no sentido preventivo, para que elas suportassem as exigências físicas em quadra, e passassem por isso sem lesões. “O trabalho de força tem orientação com protocolo de musculação. Mas além do uso de pesos, há muitos recursos do pilates. Muitas delas estão levando material para trabalhar em casa, com elásticos, por exemplo”, conta Zé Elias.

Mais dois pontos fazem parte da lição de casa das jogadoras do Vôlei Amil. Elas manterão, ainda que em menor escala, os exercícios preventivos, aliados das atividades cardiovasculares. “O trabalho de cardio, ou orgânico, é fundamental. Isso vai ser feito dentro das características do gesto de quadra, pois elas estarão longe do contato com a bola, mas temos algumas intervenções com movimentos de vai e vem, ir para o chão, sair rápido, semelhantes ao gesto técnico. Mas como tudo é individualizado, algumas podem apenas rodar com métodos convencionais, como bicicleta, transport ou esteira.”

Além da lição de casa em termos de atividade física, as jogadoras do Vôlei Amil também levaram na bagagem as orientações da nutricionista Mirtes Stancanelli. No cardápio, nada é proibido, mas a ordem é consumir com moderação para não comprometer todos os ganhos obtidos com a orientação alimentar. “Todos os cardápios são individualizados, elaborados após a análise completa de cada uma. Elas sabem o que e quanto devem comer, pois estamos constantemente em orientação durante os treinos e sabemos que elas manterão uma boa alimentação durante o período de recesso”, afirma.




Subscribe
Auto Notificar:
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Translate »
213
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x